Cartel de preços rende multa recorde na Europa

As principais fabricantes de caminhões da Europa foram autuadas pela CE (Comissão Européia) e multadas no valor recorde de pouco mais de 2 bilhões de Euros. As informações são da revista TRANSPORTE MUNDIAL Espanha.

cartel-txt_620x467

As suspeitas de cartel de preços recaem sobre as fabricantes DAF, Iveco, Mercedes-Benz e Renault/Volvo Trucks, enquanto a MAN se livrou do processo ao aceitar pagar pouco mais de 1 bilhão na moeda européia. Além disso, a participação da Scania ainda está sob investigação.

A acusação da CE afirma que, durante reunião em Bruxelas (Bélgica), em 1997, foi acordado entre as marcas um calendário conjunto de aplicação das normas de emissões Euro, e que os custos de implantação seriam repassados a seus clientes.

cartel-txt2_620x467

Segundo Margrethe Vestager, comissária de competência do órgão, a pactuação de preços afetou nove em cada dez caminhões vendidos entre os anos de 1997 e 2011. Lavradas as sansões, as fabricantes têm o prazo de três meses para pagarem as multas.

OS AFETADOS
Uma vez que as próprias fabricantes reconhecem a formação de um cartel de preços, a Fenadismer, organização de transportadores, anunciou que pretende entrar na justiça para que os clientes que compraram caminhões com sobrepreço possam receber indenização.

Fonte: Motorpress

Comentarios