Saúde no Trecho

Novembro azul e câncer da próstata: a importância da individualização da conduta

Novembro azul e câncer da próstata: a importância da individualização da conduta

Notícias, Saúde no Trecho
Por Renato Falci Jr.* Com quase uma década de existência, o Novembro Azul Oficial surgiu como um movimento nacional para a conscientização dos homens sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer da próstata. Rapidamente, essa ideia se espalhou pelo país e, atualmente, uma parcela significativa dos brasileiros já sabe da importância da próstata e seu impacto na saúde dos homens. Os dois principais exames para avaliação dessa glândula masculina são o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico) e o toque retal - ainda alvo de piadas por parte de alguns homens-, por meio do qual o urologista é capaz de detectar nódulos suspeitos de câncer. No entanto, o que os médicos mais se preocupam atualmente em relação a ela é ajustar o diagnóstico e o tratamento para cada paciente, e
Outubro Rosa é assunto sério e a parada é obrigatória! Clique aqui e baixe a cartilha com dicas da Iveco

Outubro Rosa é assunto sério e a parada é obrigatória! Clique aqui e baixe a cartilha com dicas da Iveco

Notícias, Saúde no Trecho
Conhecido mundialmente, o Outubro Rosa é o mês marcado por ações direcionadas para a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama nas mulheres que, segundo o INCA – Instituto Nacional de Câncer, é a doença mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. O movimento é celebrado desde 1990 e, além de estimular as mulheres a conhecerem melhor o seu corpo, é essencial para fomentar o diagnóstico precoce, o maior aliado para o tratamento eficaz do câncer de mama e, mais recentemente, o câncer de colo de útero. Quando identificado cedo pode ser tratado, impedindo que o tumor alcance outros órgãos. [CLICK AQUI] e baixe agora mesmo uma cartilha com informações importantes para você que é caminhoneira, esposa, filha… para você que é MULHER. E você, amigo caminhoneiro, baixe o conteú
A Saúde no Final do Arco Íris

A Saúde no Final do Arco Íris

Notícias, Saúde no Trecho
Descomplicamos as principais campanhas nacionais de saúde e explicamos por quê é tão importante fazermos parte delas, confira! Reza uma antiga lenda, cuja origem seria irlandesa, de que existe um pote de ouro no final do arco íris. Muitos dos companheiros já devem ter ouvido (e até mesmo imaginado) sobre ela e pensado como seria bom encontrar tal tesouro. A boa notícia é que nós encontramos e o dividiremos com vocês. Não se trata, necessariamente de um balde de cheio de moedas reluzentes, mas de algo tão valioso quanto: a conscientização e a oportunidade de cuidar mais de você através das cores do arco íris. Explica-se. Outubro Rosa. Novembro Azul. Setembro Amarelo. Agosto Lilás. Janeiro Branco. Meses, cores e questões importante de saúde em pauta. Associar uma “cor” a um mês é uma imp
Falta de vacinação pode causar retorno de doenças, diz especialista

Falta de vacinação pode causar retorno de doenças, diz especialista

Notícias, Saúde no Trecho
Já foram registrados mais de 10.200 casos de sarampo, doença que havia sido eliminada em 2016. Por Ariane Abreu | FOTO: Divulgação / Internet Muita gente pode não saber, mas, além da febre amarela, que causou um sério problema de saúde pública nos últimos anos, outra doença tem deixado as autoridades em alerta no Brasil. Estamos falando do sarampo, doença que estava anteriormente eliminada e que agora voltou a circular por algumas regiões do país. De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, são mais de 10.200 casos já registrados. A maioria deles está concentrada em estados do norte, como Amazonas, Pará e Roraima. No entanto, o sarampo reapareceu também em outras regiões, tendo registros da doença no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, Pernambuco, dentr
Ortopedista fala sobre saúde dos caminhoneiros

Ortopedista fala sobre saúde dos caminhoneiros

Notícias, Saúde no Trecho
Pessoas que ficam muito tempo sentadas podem desenvolver hérnia de disco O assunto no Brasil Rural é a saúde de quem trabalha durante muito tempo sentado, que é o caso dos caminhoneiros. O médico ortopedista e traumatologista Rodrigo Sousa Lima, do Instituto Hospital de Base de Brasília fala do assunto. É comum que os caminhoneiros desenvolvam algumas doenças, principalmente pelo fato de ficar muito tempo sentados. Rodrigo afirmou que quando uma pessoa senta, 80% de todo o peso é suportado pela coluna. Se ficar muito tempo nessa posição, há uma sobrecarga mecânica no nível de baixo (coluna lombar). Segundo ele, a musculatura precisa ser exercitada frequentemente, para aguentar a rotina diária. Uma musculatura fraca sobrecarrega as articulações e o disco intervertebral. A consequênci
Azul além da marca: Saiba como se prevenir contra o Câncer de Próstata

Azul além da marca: Saiba como se prevenir contra o Câncer de Próstata

Notícias, Saúde no Trecho
Depois do Outubro Rosa, mês marcado pela campanha de mobilização para prevenção do câncer de mama, agora é a vez dos homens. No dia 17 de novembro é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Por isso, o mês foi internacionalmente escolhido para tratar ações relacionadas à luta contra a doença e à saúde do homem. O câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência nos homens. As taxas da manifestação da doença são cerca de seis vezes maiores nos países desenvolvidos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem em homens com mais de 65 anos. Quando diagnosticado e tratado no início, tem os riscos de mortalidade reduzidos. No Brasil, é a quarta causa de morte por câncer e corresponde a 6% do t
Rotina afeta saúde do caminhoneiro

Rotina afeta saúde do caminhoneiro

Notícias, Saúde no Trecho
Uso de estimulantes, os rebites, caiu para 2%, mas problemas de sobrepeso e coluna ainda afetam o profissional do volante Pesquisa realizada pela concessionária Rota do Oeste revela que 65% dos motoristas de caminhão apresentam circunferência abdominal maior que 94 cm; 35% apresentaram sobrepeso; 33% estão com colesterol acima de 200 mg/dl e 11% apresentaram glicemia acima de 140 mg/dl. Os dados, apurados em 2016, são referentes ao ano passado. Há diversos outros estudos que relatam as péssimas condições ocupacionais dos motoristas e os prejuízos que isso traz para a saúde deles. Muitos não praticam atividades físicas, não fazem alongamento ou até mesmo comem no horário correto. Tudo isso resulta em maus hábitos, decorrentes da pressão pela entrega rápida de cargas em um tempo predeter
Movimento “Eu Dou Sangue pelo Brasil” marca Junho Vermelho

Movimento “Eu Dou Sangue pelo Brasil” marca Junho Vermelho

Notícias, Saúde no Trecho
Junho Vermelho busca conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de sangue A campanha Junho Vermelho teve início em 2011 e é realizada pelo Movimento Eu Dou Sangue, envolvendo diversos setores da sociedade, no Estado de São Paulo. Tornou-se nacional em 2014 e ganhou mais força em 2015. Hoje, a iniciativa é conhecida como “Eu Dou Sangue pelo Brasil”. E a lei nº 16.389, de 15 de março de 2017, instituiu o Junho Vermelho como evento oficial no calendário do Estado de São Paulo. As idealizadoras da campanha foram as irmãs Debi Aronis e Diana Berezin, que, por um problema de saúde na família, compreenderam o real sentido da doação de sangue e passaram a abraçar essa causa. “Gostaríamos que as pessoas entendessem e aderissem à doação de sangue sem ter que vivenciar situações de so
Vamos frear essa epidemia de obesidade e controlar o sobrepeso?

Vamos frear essa epidemia de obesidade e controlar o sobrepeso?

Notícias, Saúde no Trecho
Especialista explica porque a mudança alimentar e cultural é a saída para essa ameaça à saúde e avisa: não basta contar calorias Os números da obesidade crescem assustadoramente. As entidades internacionais falam em epidemia. As pesquisas indicam aumento progressivo. Estudo apresentado recentemente pelo Ministério da Saúde (veja matéria aqui) aponta crescimento de 60% de 2006 para 2016, chegando a um percentual de 18,9% de obesos no Brasil. Some-se a isso os 53,8% que têm sobrepeso e temos índices realmente assustadores. A Organização Mundial da Saúde tem divulgado informações e realizado pactos com as nações para que elas se comprometam a frear a obesidade – o Brasil assumiu compromisso com metas para serem cumpridas até 2019, para deter o crescimento da obesidade na população adulta
Colesterol: é preciso conhecer para controlar

Colesterol: é preciso conhecer para controlar

Notícias, Saúde no Trecho
Exame deve começar antes dos 10 anos e ser repetido periodicamente ao longo da vida  O colesterol alto, que aumenta o risco de doenças cardiovasculares, não apresenta sintomas. Esse é um dos motivos para essa doença ser tão perigosa. Mas se ele não causa sintomas, qual a forma de saber como está nosso colesterol? Controlar. “Por isso é tão importante dosar”, destaca o cardiologista Andrei Sposito, membro do Comitê Científico do Instituto Lado a Lado pela Vida. E esse controle é importante em todas as fases da vida. Andrei Sposito explica que a primeira dosagem deve ser feita até os 10 anos de idade. “Se estiver normal, a pessoa deve repetir aos 20 anos, quando já passou da puberdade. E se continuar normal, repetir a cada 10 anos”. Para quem tem qualquer aumento nos índices, um risco m