Alta do diesel pode resultar em nova greve de caminhoneiros

Detail of a hand holding a fuel pump at a station

O preço do diesel e os constantes reajustes podem provocar nova greve de caminhoneiros, alertaram nesta quarta-feira, 13, representantes de postos de gasolina, de transportadores e deputados federais reunidos em audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara, em Brasília (DF). Conforme noticiou o site Câmara em Notícias, a Petrobras efetivou, de julho a dezembro, 110 alterações nos preços da gasolina e do diesel, com aumento acumulado de mais de 15%.

O deputado Tenente Lúcio (PSB-MG) um dos autores da audiência para discutir a política de preços da estatal, defendeu que o governo tem que retomar alguma política de subsídios para minimizar as variações de preços internacionais para os consumidores. “O diesel era bem mais barato que a gasolina e agora está se aproximando. E eu não sei o que o governo ou o que a Petrobras está aguardando. Uma greve no País? Se nós não fizermos alguma coisa agora, lamentavelmente o País vai virar um caos”, destacou.

O representante da Confederação Nacional dos Transportes, Ari Rabaiolli, disse que só os aumentos são repassados, e não a queda de preços. Rabaiolli sugeriu que a Petrobras faça repasses de três em três meses ou que crie um gatilho para os aumentos. Ele disse ainda que a política atual impede planejamentos de longo prazo no setor de transporte rodoviário, responsável por 61% das cargas do País.

Fonte: Dinheiro Rural

Comentarios