Z-Truck: para o curto prazo com tecnologias futuras

Veículos futurísticos sempre foram as grandes atrações de qualquer salão do mundo, seja de automóveis, seja de motocicletas, seja de caminhões e ônibus. E, na 66ª edição da IAA, maior salão de veículos comerciais do mundo, realizado em Hannover, na Alemanha, o modelo Z Truck da Iveco foi a maior estrela no quesito design.   

 

Um veículo-conceito pode virar realidade e ser produzido em série ou apenas ser objeto de pesquisa para despertar a reação do público e buscar informações e opiniões. Muitas vezes, apenas partes inovadoras do veículo-conceito são introduzidas em modelos de produção em série.

A pressão da sociedade por veículos com impacto zero no meio ambiente é cada vez maior. Na Alemanha, por exemplo, a partir de 2030 não poderão mais ser fabricados automóveis com motores a combustão e, a partir de 2050, tais veículos nem mesmo poderão circular. No caso de caminhões e ônibus, são veículos necessários para sobrevivência em sociedade, portanto, ainda não há nenhuma proibição nesse nível.

No Brasil, como ainda veículos com mais de 30 de uso rodam cheio de irregularidades e impunimente, ainda pouco se sabe de como será daqui uma década. Porém, antes que a proibição chegue, todas as montadoras estão buscando suas soluções.

O Iveco Z Truck é uma proposta de caminhão rodoviário de longa distância com impacto zero, se possível. Ele foi desenvolvido em parceria com o Centro de Design e Inovação da CNH Industrial e do ED Group (empresa especializada em desenho industrial e arquitetura, com clientes em 120 países e matriz na Itália). O modelo traz aerodinâmica inovadora, uso de energia mais limpa, condução autônoma e segurança aperfeiçoada. Segundo a Iveco, inovações aplicadas no Z Truck estão protegidas por 29 patentes e ele foi pensado para ser viável no presente e no futuro.

O modelo é baseado em um caminhão pesado com motor a Bio-GNL (gás natural liquefeito) em tanques adaptáveis que proporcionam uma autonomia de 2 200 quilômetros, suficiente para ir de São Paulo (SP) a Aracaju (SE) sem precisar de reabastecimento. Isso tudo com praticamente zero emissão de CO2.

CONDUÇÃO SEM ESTRESSE
A maior segurança no Z Truck está prevista no uso de tecnologias de condução autônoma que garantem índice quase zero de acidente, pois o caminhão poderá avaliar todo o ambiente em que está, identificado veículos, ciclistas, pedestres ou outros elementos e riscos ao seu redor, evitando a colisão indepedentemente da ação do motorista.

A redução do estresse do condutor também foi pensada no projeto. A cabine é livre de restrições tradicionais e pode ser reconfigurada de acordo com diferentes usos: direção com o motorista, autônoma, escritório e descanso. O volume de informações também pode ser configurado para o conforto e de acordo com a necessidade do momento, evitando o excesso de informações que, muitas vezes, leve o motorista ao estresse.

PRODUZIDO EM TEMPO RECORDE
O protótipo Z Truck foi construído em tempo recorde, de junho a setembro, para ser exporto na IAA a partir do dia 21 de setembro. Para isso, foram utilizados materiais e software de última geração e tecnologia de rápida prototipagem.

GÁS NATURAL LIQUEFEITO
A escolha da tecnologia de propulsão movida a GNL é um acerto que pode tornar o Z Truck viável em todos os continentes.

 

Além disso, sua alta autonomia permite cobrir grandes distâncias, seja nas viagens internacionais comuns na Europa, ou em um país com dimensão continental como o Brasil. E mesmo que o futuro aponta para os motores elétricos  como os mais ecológicos. Porém, como o projeto da Iveco é propor um caminhão pesado viável para o presente e o futuro, considerando que os veículos elétricos para o transporte de carga para longa distância parecem inviáveis até mesmo para os próximos 20 anos, a proposta da Iveco pelo GNL

Motorpress

Comentarios