SEST SENAT: 25 anos transformando vidas

Foto: SEST SENAT/Divulgação

Instituição completa, nesta sexta-feira (14), duas décadas e meia de prestação de serviços de excelência ao setor de transporte

“Na minha empresa, por conta dos cursos que fiz, me tornei uma referência. O SEST SENAT transformou minha vida. Isso me valoriza como profissional. No SEST SENAT, eu me sinto mais em casa do que na minha própria casa”, Anderson de Andrade, 40 anos, caminhoneiro de Cariacica (ES).
“Se hoje eu estou de pé, andando, eu devo isso, em grande parte, ao fisioterapeuta do SEST SENAT. Graças a ele, posso carregar meu filho no colo. Eu posso falar que renasci”, Ricardo Gomes Costa Júnior, 38 anos, motorista autônomo de Rio Claro (SP), que sofreu um acidente.
As histórias de Anderson e de Ricardo se confundem com a história do SEST SENAT. A instituição, há 25 anos, tem transformado a vida de milhões de profissionais do transporte, seus dependentes e a comunidade em geral. Criado em 14 de setembro de 1993, pela Lei nº 8.706/93, o SEST SENAT hoje é referência na prestação de serviços de qualificação profissional e de assistência à saúde.
Os resultados alcançados nesse período comprovam isso. São mais de 118 milhões de atendimentos realizados dentro dos programas de promoção social e de desenvolvimento profissional. Para os trabalhadores do transporte e seus dependentes, os serviços são gratuitos.
“Em 1993, colocamos em prática um plano ousado de criar uma rede nacional de desenvolvimento profissional, com assistência social para os trabalhadores do transporte. Os resultados que alcançamos nessas mais de duas décadas superam as expectativas do projeto inicial. O SEST SENAT é uma conquista dos trabalhadores e dos transportadores brasileiros, pois vem contribuindo decisivamente para profissionalizar e modernizar o setor”, declara o presidente dos Conselhos Nacionais do SEST e do SENAT, e da CNT, Clésio Andrade.

Capacitação profissional

As ações de desenvolvimento profissional estão voltadas para a formação e a qualificação de mão de obra. Os treinamentos possibilitam aos trabalhadores do transporte exercerem suas funções em um mercado cada vez mais exigente, que demanda profissionais altamente qualificados para atuarem nas diversas funções da atividade transportadora, tanto de cargas como de passageiros.
O SEST SENAT disponibiliza treinamentos utilizando modernas tecnologias, como os simuladores híbridos de direção, já instalados em 93 unidades operacionais. “O simulador veio não para ensinar a gente a dirigir, mas para mostrar os erros que cometemos. Esse treinamento nos orienta, nos reeduca, nos permite dirigir de forma mais segura”, afirma Jairles Alberto, motorista do transporte urbano em Belém (PA).
O simulador faz parte da metodologia de ensino utilizada em vários projetos de qualificação profissional do SEST SENAT, como a Escola de Motoristas Profissionais e o projeto de Qualificação para Cobradores.
O portfólio de cursos da instituição disponibiliza mais de 650 conteúdos, entre presenciais e a distância. Desde a criação, o programa de desenvolvimento profissional já registrou mais de 24,9 milhões de atendimentos. “O SEST SENAT tem o grande potencial de transformar a vida das pessoas como tem feito comigo. Os profissionais, altamente capacitados, nos auxiliam naquilo que precisamos estar atentos para chegar a uma grande empresa”, Jimi Eric Honorato de Andrade, técnico de manutenção aeronáutica em Brasília (DF).
O SEST SENAT também investe na capacitação gerencial do setor de transporte. Em parceria com o ITL (Instituto de Transporte e Logística), a instituição oferece especializações para gestores de todos os modais dentro do Programa Avançado de capacitação do Transporte.

Qualidade de vida

No programa de promoção social, os atendimentos já somam mais de 93,7 milhões. São desenvolvidas ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores do setor de transporte, como atendimentos nas áreas de saúde, nas especialidades de odontologia, fisioterapia (com foco na prevenção dos problemas na coluna), nutrição (voltado para educação alimentar dos trabalhadores) e psicologia (prevenção ao uso de álcool e drogas).

“Eu fiz uma consulta com o fisioterapeuta e ele me ensinou a sentar adequadamente no banco do carro. Isso foi muito importante para mim”, conta Ruan Diego Soares, taxista em Belém (PA). Josenildo de Souza, de 56 anos, é motorista de caminhão em Brasília (DF) e frequentador assíduo da unidade do SEST SENAT na capital federal. “Brinco que sou mais antigo que os funcionários”, diverte-se ele. Feliz com os resultados do tratamento odontológico realizado gratuitamente, ele destaca a qualidade do atendimento. “É impressionante o cuidado que eles têm com a gente. Tratam a todos sem distinção.”
E para o cuidado com a saúde ser completo, o SEST SENAT também estimula a prática de atividades físicas entre os trabalhadores do transporte. Em todo o país é possível praticar diversas modalidades esportivas. Algumas ações extrapolam a área física das unidades operacionais, como é o caso do Circuito SEST SENAT de Caminhada e Corrida de Rua, iniciado em 2014. Aproximadamente 150 mil pessoas já participaram das etapas realizadas em todo país. Neste ano, 17 cidades recebem o Circuito.
Exemplo de sucesso também é a Copa SEST SENAT de Futebol Society. O campeonato, voltado exclusivamente para trabalhadores do transporte, está em sua sétima edição. Desde 2012, aproximadamente 40 mil trabalhadores do transporte participaram da competição. A edição deste ano já está na fase das oitavas de final. A semifinal e a grande final estão previstas para 21 e 22 de outubro, em Pelotas (RS).

Trabalho reconhecido

O SEST SENAT tem o potencial de ser um indutor do desenvolvimento regional e colaborar para a dinamização das economias nos locais onde as unidades estão instaladas. Essa é a percepção do diretor de administração da Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), Antônio Ribeiro. Segundo ele, o SEST SENAT atende a uma necessidade latente de formação profissional no setor de transporte, além de realizar um importante trabalho na promoção social, o que é fundamental para aumentar a competitividade do país.
“No Nordeste, essa realidade é ainda mais significativa por se tratar de uma região com déficits maiores que as outras do país. Na medida em que vão interiorizando essas ações, isso ajuda a reduzir as carências sérias que ainda persistem na região. Ajuda na empregabilidade e na competitividade e também tem todo esforço no campo social. Onde quer que essas unidades estejam instaladas, elas dinamizam as atividades locais.”
Quem atesta essa percepção é a chefe do departamento de recursos humanos da Transportadora Fassina, de São Vicente, no litoral de São Paulo, Rose Fassina. Para ela, a implementação da unidade no município ressignificou o mercado de trabalho local. “Havia uma carência de motoristas capacitados. Antes da chegada do SEST SENAT, existia uma escassez grande de profissionais. Tínhamos clientes e serviços, mas não tínhamos motoristas. A partir de um projeto da entidade de identificar e treinar potenciais motoristas no mercado local, pudemos contratar muitas pessoas. Só aqui, na empresa, há pelo menos 25 motoristas treinados pelo SEST SENAT”.
Em Recife (PE), a atuação do SEST SENAT também colaborou para incrementar o mercado para os transportadores. O assessor-executivo do Grupo Pedrosa-Transcol-São Judas Tadeu, Marcelo Bandeira, registra que todos os empregados se sentem privilegiados por terem o suporte do SEST SENAT, seja na capacitação técnica, seja na garantia do bem-estar dos profissionais. O grupo é responsável pelo transporte urbano de Recife e região.
“A unidade do SEST SENAT trouxe a real possibilidade de formação profissionalizada. Na região, havia muitos motoristas sem a bagagem técnica necessária para o desempenho correto das funções. Desde a chegada da instituição, esse quadro mudou radicalmente. Participamos de todas as capacitações possíveis e, mais recentemente, temos aproveitado muito o simulador.” Para ele, a capacitação oferecida pela unidade proporciona às transportadoras redução de custos, aumento da eficiência operacional, melhoria do relacionamento com órgãos fiscalizadores e novas oportunidades de negócios.

Expansão

Atento às necessidades do mercado, o SEST SENAT iniciou em 2017 um projeto de expansão da sua rede de unidades. Desde dezembro do ano passado, dez novas unidades já foram inauguradas no país. Os projetos das novas unidades contam com inovações que contemplam diretrizes para o alto desempenho ambiental, garantindo mais conforto aos usuários. As novas instalações estão recebendo sistema de captação de energia solar e iluminação de LED, que aumentam a eficiência energética. De acordo com os cálculos desenvolvidos pela equipe de engenharia do SEST SENAT, as iniciativas garantem uma redução de 30% a 40% no consumo de energia.
A expectativa é ter mais de 200 unidades em funcionamento nos próximos dois anos. Todas elas equipadas com tecnologia de ponta para oferecer atendimentos com ainda mais qualidade aos trabalhadores do transporte. “Nossa meta é contribuir cada vez mais para o crescimento e a valorização do setor de transporte no Brasil. Estou orgulhoso do caminho que percorremos até aqui e entusiasmado com o futuro que projetamos para o setor”, afirma Clésio Andrade.

Comentarios