Scania divulga relatório global do primeiro trimestre

A Scania, referência mundial em soluções de transporte sustentável, divulgou o primeiro relatório de vendas em 2017, que contempla os meses de janeiro a março deste ano. O documento registra um recorde de 28,4 bilhões de coroas suecas em vendas liquidas, enquanto o resultado operacional do primeiro trimestre alcançou 3,08 bilhões de coroas suecas.

“Nesse período, o resultado da Scania subiu 35%, chegando a 3,08 bilhões de coroas suecas. Já as vendas líquidas aumentaram 23% e o fluxo de caixa somou 2,35 bilhões de coroas suecas em Veículos e Serviços”, aponta Henrik Henriksson, presidente e CEO da Scania.

Volumes mais altos de veículos e serviços foram parcialmente compensados pelo alto nível de investimento na nova geração de caminhões da Scania. Na Europa, a demanda por caminhões se manteve forte, devido à situação econômica favorável. A participação da Scania nesse mercado atingiu 16,8%, uma pequena queda em comparação com os 17,4% em 2016.

Na América Latina, a demanda gerou impactos positivos, devido ao aumento de pedidos no Brasil, um mercado que aparenta ter chegado em seu ponto mais baixo. Na Eurásia, a tendência de demanda está desenvolvendo-se, por conta do mercado russo. Na Ásia, a demanda aumentou em função do bom desempenho na China, Irã e Índia.

Em ônibus e chassis, a demanda foi forte na Ásia, principalmente com relação ao Irã. A tendência na procura por motores industriais e marítimos se mantém em bom nível, enquanto permanece fraca na área da geração de energia. As receitas líquidas de Serviços somaram uma alta recorde de 5,85 bilhões de coroas suecas frente aos 5,15 do ano anterior, um aumento de 14%.



“O resultado da Scania, gerado direta ou indiretamente a partir dos 250 mil veículos conectados na frota da Scania está aumentando constantemente. A conectividade é um componente importante, o que permite à Scania oferecer aos clientes serviços mais eficientes focados em aprimorar a sua rentabilidade”, diz o presidente e CEO da montadora sueca.

O novo Scania R 450 recebeu o prêmio “Green Truck 2017” na categoria de cavalo pesado. O prêmio baseia-se no desempenho superior do combustível nos testes comparativos de estrada e os números falam por si – consumo médio de 23,7 litros/100 km.

“Seja com veículos eficientes de diesel ou de combustíveis alternativos, a sustentabilidade e a lucratividade trabalham juntos. Além de oferecer os motores mais eficientes da indústria, a Scania está dedicando esforços à redução da dependência das empresas transportadoras aos combustíveis fósseis”, afirma Henriksson.

A Scania possui a gama mais ampla de híbridos e motores alternativos do mercado para todos os biocombustíveis comercialmente disponíveis. Todos os veículos padrão da Scania poderão operar com biodiesel e com óleo vegetal 100% hidrogenado (HVO)”.

Comentarios