Restrição para caminhões

restricao_caminhao

Certa vez, em uma comunidade do Facebook voltada ao profissional do volante, lançaram uma pergunta irônica da seguinte forma: “alguém, por acaso, sabe o horário de restrição para os caminhões no Rodoanel?”.

Brincadeiras à parte, não podemos tratar a pergunta como exagerada. Se analisarmos o andamento e atitudes dos governantes perante o setor de transporte e logística, não será surpresa se um dia isso acontecer.

Todos sabem que a infraestrutura do rodoanel era uma necessidade da grande São Paulo há muito tempo, e os atrasos para sua finalização foram tão grandes que o complexo já nasceu saturado, podendo observar-se congestionamentos em diversos horários do dia. E mesmo tendo sido criado para melhorar o fluxo do trânsito da cidade, futuramente pode não ser mais tão eficiente.

A pergunta é: o que as restrições têm a ver com a realidade do rodoanel? Bom, vamos voltar então às Marginais Pinheiros e Tiete. Estas possuem restrições para caminhões em grande parte do horário comercial, principalmente na Pinheiros, sendo que foram construídas para desafogar o trânsito de São Paulo e direcionar os caminhões em direção às rodovias, evitando que passassem por dentro das principais avenidas. Hoje, esse trabalho é feito pelo rodoanel, mas o que nos garante que será sempre assim?

Muitas ações criadas contra os caminhões são presenciadas diariamente, e se a capital de São Paulo sofre com o fluxo enorme de caminhões, é culpa exclusivamente dos governantes, que nunca se preocuparam em investir na solução, pelo contrário, sempre priorizaram as ligações das grandes rodovias terminando em São Paulo. Haja visto que mais da metade dos caminhões que passam diariamente pela megalópole não tem destino para a capital, estão de passagem, justamente por culpa do traçado das rodovias criadas no passado.

Como infelizmente vivemos um longo período de carência no setor, muitos de nos enxergando como problema ou no máximo, um mal necessário, se sofrermos restrições futuramente no rodoanel, não irá causar espanto. Alguns irão dizer que isso é impossível, pois não haverá outro caminho para os veículos pesados, mas não aconteceu o mesmo quando aumentaram os períodos e trechos de restrições nas marginais antes mesmo do término e entrega do rodoanel completo?

Está mais que do que na hora do governo reconhecer a importância do transporte, diversos países desenvolvidos já deram prova da evolução que sofreram após os investimentos na cadeia logística. Mas aqui no Brasil, aquela conhecida frase “sem caminhão o Brasil para”, será cada vez mais real.

Até a próxima

Publicidade:

anuncio
 Wagner Araújo – Carreteiro e responsável pelo blog Wagner Caminhõeshttp://wagnercaminhoes.blogspot.com.br/

Comentarios