Fernão Dias continua bloqueada por ato de caminhoneiros

Segundo a PRF, motoristas enfrentam retenção em trechos da rodovia.
Manifestantes reclamam da alta do preço do combustível.

Um protesto de caminhoneiros fechava parte da Fernão Dias, na altura de Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira (23). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), duas faixas da pista no sentido São Paulo estavam fechadas, por volta de 7 horas, entre Betim e Igarapé. A manifestação começou neste domingo. A PRF informou que há trechos de interdição também perto das cidades de Oliveira, na Região Centro-Oeste, e em Perdões, no Sul do estado.

Publicidade:

anuncio

Os veículos de carga estão sendo obrigados a parar, segundo a corporação. Manifestantes reclamam da alta do preço do combustível e reivindicam aumento no valor do frete. “Nós não temos condições de pagar o óleo (diesel) a R$2,75. Nesses últimos três meses, o petróleo subindo, subindo e o frete lá embaixo. Como a gente vai rodar num país desse que o custo se tornou mais caro?”, argumenta o caminhoneiro Juarez Ananias que participa do protesto.

A PRF sugere que os motoristas passem pela BR-262, acessando MG-050 em Juatuba, na Região Metropolitana da capital, até Itaúna, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais, depois entrar na MG-431 e retornar na BR-381, em Itatiaiuçu, na Grande BH. O desvio aumenta o percurso em 85 quilômetros.

Na tarde deste domingo, apenas carros e ônibus estavam sendo liberados. Mesmo assim o congestionamento chegou a 12 quilômetros de extensão naquele momento. Os caminhoneiros devem evitar trafegar pelo trecho, segundo a PRF.

Fonte: G1

Comentarios