Shadow

CNTRC anuncia paralisação nacional no dia 1º de fevereiro

Apesar do anúncio da paralisação, até o momento outras entidades do setor não se manifestaram sobre a decisão. (Foto: Christian Rizzi/Arquivo Gazeta do Povo)

CNTRC anuncia paralisação nacional no dia 1º de fevereiro

Entidade informação que decisão será mantida caso não haja solução “dos impasses” com o governo federal

No início desta semana, o Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas anunciou uma paralisação nacional do setor, marcada para o dia 1º de fevereiro. A decisão foi tomada pelo Conselho dos Representantes da instituição, durante Assembleia Geral Extraordinária.

De acordo com informações da entidade, a ação ocorrerá “na hipótese de esgotamento das vias administrativas de solução dos impasses”. Uma das reivindicações da categoria é contra a alta no preço dos combustíveis. Além disso, há o debate para o estabelecimento de um piso mínimo de frete para o transportador autônomo e maior fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

– A deliberação da Assembleia foi motivada pela crescente demanda dos transportadores e das entidades que os agremiam, contra o retrocesso pela retirada de direitos e garantias. O Conselho de Representantes reunido constitui a Assembleia Geral é órgão máximo do CNTRC e suas decisões soberanas, em exercício direto do poder deliberativo integral e homogêneo da classe dos transportadores rodoviários de cargas autônomos e empregados e das entidades que os agremiam, com representação em 23 Estados – afirma em nota o gabinete da Presidência do CNTRC.

Ainda de acordo com o Conselho, caso haja a paralisação, haverá o cumprimento da Constituição Federal e das leis, com observância especial aos cuidados de prevenção ao contágio do coronavírus (COVID-19) em respeito ao momento e em decorrência da pandemia, com garantia de manutenção mínima de 30% dos serviços essenciais, mantendo o abastecimento com prioridade da cota destinada a circulação dos transportes de combustível, medicamentos e alimentos perecíveis.

Apesar do anúncio da paralisação, até o momento outras entidades do setor não se manifestaram sobre a decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resolva o problema * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.