Tag: tabela de frete

SETCESP tem disque-denúncia sobre o descumprimento de normas do transporte.

SETCESP tem disque-denúncia sobre o descumprimento de normas do transporte.

Notícias
Descumprimento de jornada do motorista, não pagamento do vale-pedágio, descumprimento da Tabela de Frete, e outras situações podem ser denunciadas. A LTD - Linha Direta do Transportador é um serviço do SETCESP que recebe reclamações anônimas sobre procedimentos dos embarcadores que estejam em desacordo com as normas, legislações e regulamentações do setor. Entre as queixas que a LDT visa coibir estão desde casos de descumprimento de jornada do motorista, não pagamento do vale-pedágio, obrigações de prazo de entrega, descumprimento da Política de Pisos Mínimos do Frete ou qualquer outro tipo de irregularidade em desacordo com as normas do setor. Segundo o presidente do SETCESP, Tayguara Helou, a LDT funciona como um disque-denúncia: “Trata-se de uma forma de proteger o transportado
Prazo para enviar contribuições à tomada de subsídio para aprimorar tabela de frete termina no dia 3 de agosto

Prazo para enviar contribuições à tomada de subsídio para aprimorar tabela de frete termina no dia 3 de agosto

Notícias
A ANTT abriu processo de participação social, Tomada de Subsídio nº 009/2018, com o objetivo de colher contribuições para o aprimoramento da metodologia e respectivos parâmetros utilizados na elaboração da tabela de frete com os preços mínimos referentes ao quilômetro rodado, por eixo carregado, de que trata a Medida Provisória nº 832/2018, que instituiu a Política de Preços Mínimos de Frete. Os interessados poderão enviar suas contribuições até as 18h do dia 3/8/2018, para o e-mail ts09_2018@antt.gov.br, por correios ou protocoladas pessoalmente, para o endereço: Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT Gerência de Regulação de Transporte Rodoviário e Multimodal de Cargas- GERET Superintendência de Serviços de Transporte Rodoviário e Multimodal de Cargas - SUROC Setor de C
Tabela de frete é obrigatória nos contratos de transporte

Tabela de frete é obrigatória nos contratos de transporte

Notícias
A medida provisória sobre o frete rodoviário aprovada pela Câmara dos Deputados concede à tabela de frete mínimo uma natureza obrigatória nas relações de contratos de transporte, sujeitando aquele que não a seguir a indenizar o transportador em valor equivalente ao dobro do que seria devido, descontado o valor já pago, sem prejuízo de multa a ser aplicada pela agência. Uma emenda apresentada pelo relator e aprovada pelo Plenário concede anistia dessa indenização aos infratores da regra entre os dias 30 de maio de 2018 e 19 de julho de 2018. Assim, somente a partir do dia 20 de julho deste ano é que a indenização passará a ser devida por aquele que não seguir a tabela do frete mínimo. Pisos mínimos diferenciados poderão ser estabelecidos para o transporte de contêineres e de veículos de f
Caminhoneiros já mobilizam greve caso governo não regule tabela do frete

Caminhoneiros já mobilizam greve caso governo não regule tabela do frete

Notícias
Os caminhoneiros em Mato Grosso e empresas do setor do transporte de cargas já se mobilizam para voltar às margens das rodovias em protesto no dia 23 caso o governo federal não regulamente a Tabela de Frete Mínimo no dia 22. Em alguns postos de combustíveis em Rondonópolis faixas anunciando a possível parada já são vistas, bem como panfletos e adesivos no eixo Norte-Sul da BR-163. De acordo com a categoria, o preço pago pelo frete voltou a baixar novamente nos últimos 15 dias, chegando a R$ 75 no trecho Nova Mutum/Rondonópolis, valor este verificado antes da paralisação em fevereiro. No dia 26 de março foi realizada uma reunião entre o governo federal, caminhoneiros, transportadores e tradings. Na ocasião os três subrupos do Grupo de Trabalho apresentaram os relatórios solicitados p
Governo responderá sobre tabela de frete dia 22 de abril

Governo responderá sobre tabela de frete dia 22 de abril

Notícias
No dia 22 de abril, o  governo federal dará uma resposta sobre a tabela de frete apresentada na última quinta-feira (26) por uma comissão de caminhoneiros e embarcadores. Em reunião na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, disse que é preciso verificar se a tabela é constitucional. Representantes dos caminhoneiros não ficaram satisfeitos com a posição do governo. O Comando Nacional do Transporte, movimento informal que se destacou nas paralisações de fevereiro, divulgou em sua página no Facebook que haverá nova greve nacional caso o governo não dê resposta positiva em relação a tabela. O início da paralisação seria no dia 27. O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José Fonseca Lopes, disse