Caminhoneiros usam comunicadores para evitar fiscalização nas estradas

Lei considera clandestino quem usa o radiocomunicador sem permissão e a punição pode chegar a quatro anos de prisão, além de multa

Não é difícil ver caminhoneiros falando por comunicadores nas estradas. O aparelho é útil, mas o equipamento tem sido utilizado por motoristas para driblar a fiscalização. Alguns caminhoneiros alertam outros quando encontram patrulhas nas estradas e até orientam para que eles se livrem de drogas e não serem flagrados.

A polícia diz que falta fiscalização para esse tipo de comunicação, o que acarreta em um risco para todos que estão na estrada.

Avisar que a polícia está na pista não é ilegal, no entanto traficantes e contrabandistas estão usam esse tipo de comunicação para não serem pegos.

“O batedor, como é chamado o carro que vai à frente do comboio que está transportando drogas, equipamentos eletrônicos ilegais, identifica a posição dos policiais, se existe fiscalização ou não, facilitando a passagem do contrabando”, diz o porta-voz da Polícia Rodoviária Federal em São Paulo, Luís Carlos Maciel Júnior.

A lei considera clandestino quem usa o radiocomunicador sem permissão. A punição é de até quatro anos de prisão e multa. Para alguns radioamadores registrados, essa comunicação tem sido mal utilizada. Eles defendem um maior controle nas estradas.

“Nossa fiscalização é praticamente inexistente. Apesar de boa vontade da , você vê que o órgão é inoperante e sem atuação nenhuma no país”, reclama o radioamador Adinei Brochi.

Fonte: Bom dia Brasil e G1

Via: FrotaCIa

Comentarios