Caminhoneiros entregam nova proposta de tabela de frete para ANTT

A Abcam, Associação Brasileira dos Caminhoneiros, informou nesta quinta-feira, por meio de nota, que encaminhou uma nova proposta de tabela de frete de cargas para a Agência Nacional de Transportes Terrestres, ANTT.

A proposta sugere a manutenção da cobrança por faixa de quilômetros percorridos e por tipo de veículo.

Segundo a Abcam, a nova proposta corrige o problema de cargas especiais, como frigoríficas e perigosas, que estão com preço menor do que as cargas em geral.

A associação dos caminhoneiros também afirmou que a mudança garante o mínimo necessário para que o motorista possa sobreviver sem fragilidade.

O lucro dos condutores não está incluído nos preços propostos. De acordo com a nota, a tabela sugerida tem valores abaixo daqueles em vigor.

A ANTT confirmou o recebimento e disse que as contribuições de todos os setores estão sendo analisadas pela área técnica da agência e que não há previsão de conclusão dessas análises.

Também nesta quinta-feira, a CNI, Confederação Nacional da Indústria, recorreu ao Supremo Tribunal Federal para pedir que a Medida Provisória editada pelo Poder Executivo e as portarias das ANTT que regulam a tabela de fretes sejam suspensas de forma liminar.

A CNI defende que as medidas seriam inconstitucionais porque não poderiam ter sido criadas por medida provisória. E argumenta ainda que o tabelamento do frete violaria os princípios da livre iniciativa e da livre concorrência.

Fonte: Agencia Brasil

Comentarios