Transpanorama lança programa inédito para Pessoas com Deficiência no Brasil

Todos já estão contratados como celetistas, ou seja, já são remunerados pela transportadora. (Foto: reprodução)

Transpanorama lança programa inédito para Pessoas com Deficiência no Brasil

Objetivo é qualificar e proporcionar o desenvolvimento de uma carreira neste setor

A Transpanorama, em parceria com o Sest Senat, lançou nesta quarta-feira (1°) o Programa TP + Inclusão, voltado para a capacitação e contratação de Pessoas com Deficiência (PCD). A ação é pioneira no Brasil, desenvolvida por uma empresa de transporte rodoviário de cargas, e tem o objetivo de qualificar e proporcionar o desenvolvimento de uma carreira em um dos modais logísticos mais importante do País.

Antes de começarem a desempenhar atividades na Transpanorama, os participantes do Programa estão frequentando aulas teóricas no Sest Senat. O curso começou as suas atividades no dia 24 de novembro. Esta primeira fase deverá ser executada até à véspera do Natal. Todos já estão contratados como celetistas, ou seja, já são remunerados pela transportadora. O material didático do curso também foi providenciado pela empresa, sem custo para o PCD. A parte pedagógica do programa foi desenvolvida pela mestre em Educação, Fátima Cristina Souza, e o Sest Senat. O recrutamento e a seleção dos participantes envolveram o departamento de RH da Transpanorama, a Agência do Trabalhador e ONGs que trabalham com pessoas com deficiência, como a Assama (Associação dos Deficientes por Amputação de Maringá).

Além do investimento na capacitação dos PCDs, a empresa tem feito treinamentos de sensibilização com a equipe de gestores, por exemplo, para se comunicarem corretamente com os PCDs, permitindo uma inclusão empática e que empodere os novos contratados. Como parte deste ciclo, neste dia 29 de novembro, Ana Carmem Dias, colaboradora da Agência do Trabalhador de Maringá e membro do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência, esteve conversando com a equipe. Ela é uma pessoa com deficiência visual e reforçou a relevância de ações como essa. Durante as suas instruções, Carmem salientou a importância de entender o outro antes da deficiência, que ele é capaz de executar tarefas. “É importante desenvolver a empatia, se colocando no lugar do outro. Também é fundamental ter uma comunicação assertiva”, aponta.

O programa TP Mais Inclusão materializa os esforços que a Transpanorama vem empreendendo no sentido de promover a equidade entre seus colaboradores, ofertando treinamento inicial que os possibilite desenvolver competências, habilidades e atitudes capazes de gerar oportunidades de crescimento pessoal e, por consequência profissional. “Ao ingressarem na empresa, nossos novos colaboradores serão acompanhados quanto a suas aprendizagens e o desenvolvimento de suas funções, terão acesso a plano de carreira e a universidade corporativa para que se motivem a dar continuidade a seus estudos”, diz Roseli Baroni, gerente de RH da Transpanorama.

Segundo Claudio Adamuccio, diretor Administrativo da Transpanorama e diretor Presidente do G10, o TP + Inclusão vem com a missão de demonstrar o olhar que a transportadora tem para pessoas com deficiência, proporcionando uma carreira profissional numa das maiores transportadoras do Brasil. “A Transpanorama tem se preparado constantemente para receber PCDs e tem divulgado todas as suas vagas para pessoas com deficiência”, finaliza.

Comentarios