Telemetria é cada vez mais usada por empresas brasileiras

Reduzir consumo de combustível e acidentes, identificar e gerenciar mau comportamento de motoristas, além de diminuir emissões de carbonos são objetivos da tecnologia

De acordo com a Confederação Nacional dos Transportes, o  Brasil tem 1,7 milhão de quilômetros (km) de rodovias, sendo que 12,4% estão pavimentados. Em consequência das deficiências das estradas do país, há alto consumo de combustível, desgaste acelerado da frota de veículos e maior índice de acidentes.

Dessa forma, as transportadoras e embarcadoras buscam soluções eficazes para minimizar essas questões, por meio de equipamentos que usam telemetria para identificar trechos perigosos e planos de gerenciamento de riscos, que juntos conseguem reduzir o número de sinistros.

“Os maiores causadores dos acidentes são a imprudência e o cansaço na direção. Por isso, monitorar estes dois pontos e alinhar as metas da empresa com eles é fundamental na prevenção”, diz Luiz Munhoz, diretor da Mix Telematics (www.mixtelematics.com.br), uma das líderes mundiais em soluções para gestão de frotas.

“O custo dos acidentes, que já é alto e vai continuar crescendo. O custo médio de um acidente no Brasil é avaliado em R$ 58 mil e os  maiores fatores que impactam nesse valor são danos ambientais; indisponibilidade da frota; não atendimento aos clientes; ressarcimento a terceiros acidentados e perda de capacidade produtiva e absenteísmo”, destaca Munhoz.

Fonte: Assessoria de Imprensa / Cargonews

 

Comentarios