Tag: caminhoneira

Celebridade na estrada e na rede

Celebridade na estrada e na rede

Notícias
No comando de um Scania Highline, Sheila registra sua rotina pelas estradas e conquista uma legião de milhares de fãs na internet Rodando o sul e sudeste do país a bordo de um Scania R 420 Highline, Sheila Marchiori pode ser considerada uma personalidade das estradas, dentro e fora do trecho. Aos 33 anos, a gaúcha natural de Lagoa Vermelha possui uma comunidade em uma das mais famosas redes sociais que já conta com mais de 42 mil fãs. Na página, ela posta fotos do seu dia a dia transportando carga frigorifica e, embora seja dona de atributos físicos que costumam chamar a atenção, acredita que boa parte dos seus seguidores se interessam pela sua história de vida e pelo caminhão que ela conduz. Ajudando o pai na roça, ainda menina, ela acompanhava o ir e vir dos caminhões que transportav
42ª Edição Nacional – Jornal Chico da Boleia

42ª Edição Nacional – Jornal Chico da Boleia

Jornal
MEIO ANO JÁ FOI Companheiros e Companheiras! Por incrível que pareça já estamos quase em julho e ainda tem gente querendo impedir quem ganhou a eleições em 2014 de governar. É um absurdo o que estão fazendo! Não dá para acreditar que a dita “grande imprensa” se preste ao serviço de publicar mentiras. Ou pior, criar mentiras como se fossem reais. Isso tudo gera insegurança e nos coloca em uma posição de começar a acreditar que mentira é verdade. E o pior é que as mentiras são denunciadas e nada acontece.Vivemos em um total clima de incerteza criado pela grande e golpista imprensa. Vejamos o que falaram sobre a queda da venda de caminhões. Justificaram que era pelo excesso de demanda e das facilidades dadas pelo Governo Federal para compra. Aí em outra pagina há uma crescente reclamação
A caminhoneira Anailê, grávida de quase nove meses, conta sobre seu dia a dia na boleia.

A caminhoneira Anailê, grávida de quase nove meses, conta sobre seu dia a dia na boleia.

Notícias
A jovem de 25 anos contou as dificuldades de ser a única mulher em um ambiente dominado pelos homens. Já sofreu preconceito, mas não pensa em parar e conta com o apoio de toda a família.  Quem está por dentro das redes sociais e gosta de um bruto já deve ter visto algum vídeo de Anailê Santos Goulart alguma vez. A jovem de 25 anos está à espera de seu segundo filho, Ian, e, mesmo com um barrigão de quase nove meses não deixou de trabalhar na boleia do seu caminhão, o qual dirige com muita habilidade. A escolha da profissão foi o resultado do incentivo de seu marido, Lucius Ribeiro Ramos, que também é caminhoneiro. Ambos trabalham no porto de Vila Velha, no Espírito Santo, fazendo pequenas distâncias e pagam o caminhão na base do empréstimo, batalhando para reforma-lo. A vida de Anailê,
Mamãe Em Movimento: caminhoneira é uma das nossas homenageadas

Mamãe Em Movimento: caminhoneira é uma das nossas homenageadas

Notícias
 Nesta semana véspera de Dia das Mães conheça a história da Anailê, uma mamãe que, com sete meses de gestação, não abandonou o trabalho. Todos os dias, ela vai em busca do sustento da família dirigindo uma carreta Scania bem antiga, do ano de 1973. Uma verdadeira lata velha!  À espera do Yan, e mãe do Eduardo, de quatro anos, a caminhoneira Anailê se divide em mil para dar conta do recado. “O meu trabalho não tem hora certa. Tocou a sirene, eu tenho que ir. E é complicado, porque eu tenho que conciliar com os horários do almoço, da escolinha do Eduardo e da janta. Mas eu consigo!”, disse. Até o pequeno Yan, mesmo antes de nascer, já está acostumado com a correria da mãe. “O neném já está acostumado. Todos os dias ele vai balançando comigo”. E tem mais: não bastasse a correria, a A
Com falta de motoristas, estrangeiros e mulheres assumem volante de caminhões

Com falta de motoristas, estrangeiros e mulheres assumem volante de caminhões

Notícias
Solange Emmendorfer, motorista da Braspress, empresa que passou a contratar mais mulheres para driblar a falta de mão de obra: "Competência não tem sexo"A falta de motoristas de caminhão no segmento de transporte de carga e logística tem levado cada vez mais empresas do setor a contratar profissionais estrangeiros e, em alguns casos, mulheres para realizar as entregas. Mesmo com a atividade econômica fraca e a redução da demanda, uma das experiências recentes mais bem-sucedidas nesse sentido - a contratação de caminhoneiros colombianos no Paraná - será replicada em São Paulo ainda neste ano.Em 2014, segundo o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Estado do Paraná (Setcepar), 25 motoristas colombianos foram contratados e outros 300 cadastraram os currículos na embaixada do Br
Ex-professora vence o preconceito e se torna caminhoneira ‘Cinderela’

Ex-professora vence o preconceito e se torna caminhoneira ‘Cinderela’

Notícias
Moradora de Rondônia trabalha como caminhoneira há 30 anos. Paixão pela estrada surgiu após viagem de caminhão com o marido. Há quase 30 anos Ermida Aparecida Sagrado, de 50 anos, moradora de Vilhena (RO), deixou as salas de aula para se tornar caminhoneira. A paixão pelas estradas surgiu após uma viagem de férias com o marido que já trabalhava na área. Ao longo dos anos, a ex-professora ultrapassa o preconceito e dirige caminhões e carretas pelas rodovias do Brasil, onde é conhecida como Cinderela. De acordo com Aparecida, até o ano de 1985 ela trabalhava como professora no estado e morava em Cerejeiras (RO). Durante um período de férias escolar ela decidiu aceitar o convite do marido para dirigir o caminhão. Na viagem, Ermida se apaixonou pelo volante e decidiu abandonar a sala de au
39ª Edição Nacional – Jornal Chico da Boleia

39ª Edição Nacional – Jornal Chico da Boleia

Jornal
EDITORIAL ECONOMIA + POLÍTICA = PROBLEMAS Companheiros e companheiras do trecho! Peço licença para falar sobre política, porque nosso Brasil vive hoje um processo sério de embate partidário, entre quem está no Governo Federal e quem perdeu as últimas eleições. E isso tem atrapalhado, e muito, a economia do nosso país. Vamos deixar as cores partidárias de lado e observar que a corrupção é algo muito antigo e com certeza não é um privilégio de nós brasileiros. Isso também não quer dizer e nem deve ser usado como desculpa. Mas a questão é que a corrupção deve ser combatida em todas as esferas e níveis de Governo, seja Federal, Estadual ou Municipal nas empresas públicas, autarquias bem como nas empresas privadas. Alguém pode se perguntar: nas empresas privadas? Sim! Nas empresas privada
Mulher na pista: a única entre 174 caminhoneiros

Mulher na pista: a única entre 174 caminhoneiros

Notícias
Em meio aos homens, Anailê é motorista do Porto de Capuaba e carrega carga pesada Ela é única entre 174 homens. Não conta com o apoio de todos, tem dificuldades com o material de trabalho, no caso, o caminhão literalmente caindo aos pedaços, mas continua firme no propósito de ajudar sua família com o trabalho de caminhoneira. Grávida de cinco meses, Anailê Santos Goulart, 25 anos, aventurou-se nesse ambiente dominado por homens. Ela conta ter apoio de, no máximo, 15 pessoas. “Todos os dias alguém aqui bate com o caminhão. Então pensavam que eu iria bater também”, relata. Anailê, 25 anos, caminhoneira depois de largar o emprego de secretária O marido dela, o também caminhoneiro Lucius Hauni, 27, explica que a rejeição vai muito além do preconceito de que mulher n
Caminhoneiras mostram o que nós já sabíamos: mulher no volante é sucesso constante.

Caminhoneiras mostram o que nós já sabíamos: mulher no volante é sucesso constante.

Notícias
O dia 8 de março representa muito mais do que uma data regada a flores, champanhe e bombons. É um marco histórico e simbólico na luta pelos direitos das mulheres. É o momento de reafirmar o combate à violência de gênero e ao preconceito, à exclusão e ao machismo. Essa luta deve ser constante, deve prevalecer durante todos os dias. Tal luta ajuda a mudar panoramas como o do setor do transporte rodoviário de carga, onde as mulheres ainda são minoria. Isso também acontece em outras áreas, como a engenharia e aviação. As mulheres que ingressam em algumas carreiras, ainda sofrem com o preconceito daqueles que não acreditam na sua capacidade de ocupar posições antes dominadas apenas pelos homens. Mas as mulheres também têm suas habilidades subestimadas desde muito cedo. É só perceber como a