Mamãe Em Movimento: caminhoneira é uma das nossas homenageadas

caminhoneira

 Nesta semana véspera de Dia das Mães conheça a história da Anailê, uma mamãe que, com sete meses de gestação, não abandonou o trabalho. Todos os dias, ela vai em busca do sustento da família dirigindo uma carreta Scania bem antiga, do ano de 1973. Uma verdadeira lata velha!

 À espera do Yan, e mãe do Eduardo, de quatro anos, a caminhoneira Anailê se divide em mil para dar conta do recado. “O meu trabalho não tem hora certa. Tocou a sirene, eu tenho que ir. E é complicado, porque eu tenho que conciliar com os horários do almoço, da escolinha do Eduardo e da janta. Mas eu consigo!”, disse.

Até o pequeno Yan, mesmo antes de nascer, já está acostumado com a correria da mãe. “O neném já está acostumado. Todos os dias ele vai balançando comigo”.

E tem mais: não bastasse a correria, a Anailê enfrenta algumas condições precárias do caminhão. “As vezes eu passo alguns perrengues. Quando não é o óleo que vaza, é o pneu que fura ou a água da chuva que invade o caminhão. É pesado, bruto, mas é preciso”.

Fonte: Em Movimento

Comentarios