Senador defende aumento de limite de pontos na CNH para caminhoneiros

O senador Guaracy Silveira (DC-TO) defendeu no dia (20/12), em discurso no Plenário, o aumento da quantidade de pontos acumulados na habilitação para que motoristas profissionais, como caminhoneiros, sejam punidos com a suspensão do direito de dirigir. Um projeto em análise no Senado (PLC 75/2018) trata do tema.

Conforme o projeto, em vez de 20 pontos ao longo de 12 meses, os motoristas profissionais só serão suspensos se atingirem 25 pontos com um máximo de duas infrações gravíssimas; 30 pontos se tiver apenas uma gravíssima; 35 pontos sem infração gravíssima; e 40 pontos sem infração grave ou gravíssima. Para Guaracy, é injusto que motoristas profissionais tenham que seguir a mesma regra daqueles que dirigem por lazer ou comodidade.

A proposta, já aprovada pela Câmara, era uma das reivindicações dos caminhoneiros que paralisaram as atividades por 11 dias em todo país no mês de maio. O senador alertou para o risco de uma nova greve em janeiro.

Publicidade:



— O motorista de um automóvel que dirige uma cidade no dia a dia ele anda aproximadamente 10 a 12 mil quilômetros por ano. O motorista caminhão anda de 10 a 12 mil quilômetros por mês. Eles [os caminhoneiros] estão a ponto de explodir e um dos combustíveis para essa explosão social é justamente essa injusta pontuação na carteira de motorista – avisou.

Agência Senado 

Comentarios