Segmento de Transportes e Mobilidade do RS conta com boas projeções para 2015

Secretário estadual de Transportes e Mobilidade do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen, abordou os investimentos nesta área durante a 17ª TranspoSul.

Na terça-feira, 23, a 17ª TranspoSul contou com a presença do secretário estadual de Transportes e Mobilidade do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen. Ministrando a palestra “Projetos de Infraestrutura e Logística para o RS”, iniciou com a apresentação da abrangência da Secretaria de Transportes e Mobilidade (STM). Ao órgão compete o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER), Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Departamento Aeroportuário (DAP), Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH) e Superintendência do Porto de Rio Grande (SUPRG).

“Nosso segmento avançou em tecnologia. Em um cenário como o do nosso Estado, devemos investir o necessário para evitar a falência. Estamos avançando com o programa de manutenção e controle das estradas. Pretendemos restaurar 250 quilômetros e dar acesso a asfalto em 31 estradas, sendo dez neste ano e 21 em 2016. As 850 pontes do Rio Grande do Sul também foram diagnosticadas e já iniciamos um processo de sinalização”, afirma o secretário.

O destaque da palestra foi o Plano Estadual de Logística de Transportes do Rio Grande do Sul (PELT-RS).  O projeto define a visão de futuro e as estratégias de intervenção pública e privada no setor dos transportes e da logística, para fomentar, nos próximos 25 anos, o crescimento da economia estadual. “O PELT-RS concede fundamentos à logística e à intermodalidade de transportes. É uma consultoria para as tomadas de decisão na nossa área em cima de dados reais. Ele nos orientará sobre o que, como e onde devemos implantar nossas ações. Temos que destravar o Estado e contamos com um governo determinado para isso. A sorte do Rio Grande do Sul é ter uma mão-de-obra qualificada e contar com posição estratégica no Mercosul”, finaliza Westphalen.

Fonte: Setcergs

Comentarios