Especialistas fazem balanço da Fenatran

22326498193_26f40091fc_o

Considerada a mais importante Feira do setor do transporte rodoviário de cargas, a Fenatran sofreu algumas “baixas presenciais” esse ano já que algumas montadoras de caminhões optaram por não participar da Feira.

No entanto, contrariando as expectativas mais pessimistas, o evento foi novamente um grande um sucesso. Apesar do não comparecimento de algumas marcas, outras empresas como de implementos rodoviários, serviços de telemetria, rastreamento, softwares de segurança, dentro muitos outras, expuseram novidades e atraíram diversos clientes, concretizando negócios.

Chico da Boleia esteve presente em todos os dias do evento e, durante o encerramento da Fenatran, pôde coletar algumas opiniões que resultaram em balanços sobre a Feira.

Na opinião do Presidente da Anfir (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários), Alcidis Geraldes Braga, por exemplo, os resultados puderam ser comemorados. “Nós tivemos uma surpresa muito boa com o volume dos negócios que foram gerados. Praticamente todas as empresas reportaram bons negócios, boas vendas e boas prospecções.”, afirmou.

Ainda segundo Braga, as notícias também foram boas no que se refere ao fomento para o setor, como a volta do PSI até o final do ano, e a disponibilização, por parte da Caixa Econômica Federal, de mais crédito e capital para complementação das linhas. “A Feira começou num ambiente de preocupação e dúvida e terminou como um sucesso.”, finalizou Alcidis.

Vale pontuar que a Anfir chegou à Fenatran com 35 companhias e com mais de 13 mil metros quadrados de área ocupada.

Quem também fez um balanço positivo acerca dos negócios gerados na Fenatran foi Everton Bedusco, Gerente de Marketing de Produtos da DAF Caminhões. Essa é a terceira vez que a montadora participa da Fenatran e durante esse ano foi lançado o modelo CF 85, cujas versões podem ser 4×2 ou 6×2, com motorizações de 360 e 410 cavalos.

“Hoje a gente percebe que a nossa marca já está muito mais aceita no mercado. Nós já somos muito mais reconhecidos do que éramos em 2013 e a nossa presença na Fenatran mostra para os clientes que nós continuamos muito interessados no mercado brasileiro e que não houve mudança de planos. Em 2011 nós viemos e prometemos uma fábrica e um veículo produzido aqui. Em 2013 nós produzimos o caminhão e apresentamos aqui na Feira. Agora em 2015 nós viemos com novidades e opções para o mercado”, explicou Bedusco.

Ainda de acordo com Bedusco a decisão de participar da Feira foi muito acertada, já que o volume de negócios e pedidos foram crescendo durante a semana. “O mais gratificante de tudo isso foi o reconhecimento e as congratulações que recebemos de nossos clientes por estarmos aqui. Isso mostra que fizemos a escolha certa. E nosso projeto futuro é continuar estando sempre presente na Feira”, frisou.

Outra marca de grande importância que confirmou participação na Feira foi a Librelato. Pedro Bolzzoni, Diretor Comercial da empresa, qualificou de espetacular o resultado final da Fenatran. “Essa Feira não foi de quantidade de clientes e sim de qualidade de clientes que realmente compraram nossos produtos. Desde segunda-feira nós tivemos o stand cheio. No último dia que eu imaginava queda de participação, ainda tinha muito cliente por aqui”, afirmou.

Antes do término da Feira, um acordo entre a Caixa Econômica Federal e a Anfir mudou as expectativas para o término do ano. “Esse acordo representa muito para o nosso segmento. Ele vai dar rapidez para as negociações e as aprovações de crédito”, frisou Bolzzoni.

A Librelato também apresentou novidades este ano. Uma delas foi o furgão de alumínio, totalmente fabricado pela empresa, remodelado, com durabilidade e com grande capacidade volumétrica. A outra novidade é o chamado “carrega tudo” com pescoço removível que dá mais soluções às diferentes aplicações do dia a dia. Com 750 kilos a menos, o basculante “Vanderléia” dá condições para transportar um volume maior de cargas e agradou o público.

“Os clientes gostaram muito das novidades. Houve uma grande aceitação de tudo, da estrutura, do acabamento e do tipo de material que estamos utilizando nesses novos produtos. Estamos muito satisfeitos.”, afirmou Bolzzoni quem também reiterou compromisso anterior de que a empresa, apesar de vivenciar um ano de dificuldades, não vai dar férias coletivas aos seus funcionários.

Confira o vídeo da librelato na FENATRAN

Redação Chico da Boleia

Comentarios