DPaschoal inicia o ano de 2016 investindo na linha de pesados

 

Confira a entrevista em vídeo

Não é de hoje que os motoristas conhecem a DPaschoal. Desde 1949, a empresa se estabeleceu no mercado brasileiro com uma proposta inovadora de atendimento automotivo. Como parte do seu diferencial, por exemplo, a DPaschoal estabeleceu parâmetros de qualidade que vão desde a limpeza das suas oficinas até o atendimento ao cliente e a escolha das peças oferecidas.

Ao longo das décadas, a evolução fez da empresa uma das maiores do Brasil, possuindo lojas em todo o território nacional. Atualmente, seguindo o lema “Pode confiar”, a DPaschoal acumula prêmios em qualidade na prestação de serviço e sustentabilidade.  Além disso, todo o pessoal da empresa é capacitado e os clientes podem receber cursos de mecânica básica para aprenderem técnicas básicas de manutenção e conservação dos veículos.

Pensando em expandir ainda mais os negócios, a DPaschoal começou o ano de 2016 investindo ainda mais na linha de pesados. Chico da Boleia quis saber os detalhes sobre esse novo passo e foi até Campinas conversar com Divino Lima, responsável pela Unidade de Negócios da Linha Pesada da DPaschoal. Confira na íntegra a entrevista.

Chico da Boleia: Divino, conta pra gente o que a DPaschoal espera de 2016 para a linha de pesados?

Divino Lima: Na prática a gente terminou o ano de 2015 com muitas dificuldades, mas mesmo assim foi um ano razoável para a DPaschoal na linha pesada. Embora as perspectivas gerais não sejam boas para o país – comenta-se muito sobre a crise – a gente vê com certo otimismo o segmento da linha pesada. Como todo mundo sabe, esse segmento é impulsionado pelo setor agrícola e no ano passado nós já tivemos crescimento neste setor. Então neste ano de 2016 a perspectiva é igual. Nós estamos prevendo, mesmo com as dificuldades e mesmo ainda com a falta de definição desde o ponto de vista da economia e da política, que teremos muitas oportunidades nesse setor agrícola para melhorar nossa atuação no mercado. Ou seja, as perspectivas não são exageradas nem exorbitantes, mas mesmo assim são positivas, acho que dá pra gente fazer um pouco melhor do que fizemos em 2015.

dpachoal

Chico da Boleia: Vocês lançaram há algum tempo atrás um cartão fidelidade para o caminhoneiro. Como está adesão?

Publicidade



Divino Lima: Hoje nós temos mais de 70 mil clientes cadastrados do Truck Card, que é o nosso programa de fidelidade. Esse ano de 2016 a nossa ideia é, além de melhorarmos esse produto, buscarmos novos parceiros e dar mais benefícios e atrativos para nossos amigos caminhoneiros, é aumentar a base de clientes. Nós sabemos que existem alguns milhões de caminhoneiros neste país e temos na nossa base uma quantidade significativa.  Mas desses 70 mil podemos expandir mais a adesão. Nos projetos voltados para a linha pesada e para o caminhoneiro temos isso como o principal ponto que é melhorar esse cartão de fidelização e relacionamento com nosso cliente.

Chico da Boleia: O pneu é um dos principais insumos que o caminhoneiro precisa comprar para operar o seu caminhão. A DPaschoal tem um parceiro chamado Goodyear. Como é que vocês estão vendo a competitividade do mercado e a questão dos preços da concorrência?

Divino Lima: A Goodyear indiscutivelmente é uma das principais marcas fabricantes que existem e que estão atuando no Brasil. O que nós enxergamos? A Goodyear tem um portfolio, uma diversidade de produtos muito boa, que são bem competitivos. E aí a gente não fala só em preço, Chico. A ideia é a gente falar um pouquinho de desempenho de produto. Na prática existem 4 ou 5 marcas que dominam 90% do mercado, mas o que vale na hora H é o desempenho do produto, não só a quilometragem que ele dá na primeira vida, mas também a questão do índice de recapagem. E eu diria pra você que em todos os segmentos a Goodyear tem um produto muito bom para atender esse nosso consumidor.

Chico da Boleia: A questão, por exemplo, da recapagem, vocês tem um processo chamado Recmaxz. Explica pra gente como é isso.

Divino Lima: Então, na verdade o RecMaxx é o nosso sistema de recapagem. Nós temos hoje dez unidades de recapagem, nós prezamos pela qualidade do processo, que seja limpo, e um processo que dá ao produto final uma qualidade competitiva e que eu acredito ser uma das melhores do Brasil. É outro segmento no qual vamos investir muito este ano, para melhorar o processo e também na melhoria da oferta de bandas de rodagem, serviços para o caminhoneiro dentro dos nossos Truck Centers – que hoje já são mais de 20 espalhados pela nossa região de trabalho.

Chico da Boleia: E vocês pretendem abrir quantos Truck Center em 2016?

Divino Lima: Hoje nós estamos com 18 Truck Center. Coincidentemente estamos inaugurando mais 2 neste mês de janeiro que ficam em Poços de Caldas e Catanduva. E temos a perspectiva de inaugurar mais 4 Truck Center durante este ano.

Chico da Boleia: O que você pode dizer para o caminhoneiro sobre a linha de pneus? O que ele pode esperar?

Divino Lima: Eu vejo o seguinte na questão dos pneus: nós estamos vivendo um momento diferente, pois os importados estão saindo do mercado muito em função do cambio alto. Então, a gente vê uma movimentação da indústria nacional para ofertar produtos mais acessíveis aos caminhoneiros e que tenham uma performance adequada para ele. E com a Goodyear não vai ser diferente.

Redação Chico da Boleia

Comentarios