Dicas de segurança na estrada

A Mercedes-Benz e o portal Terra firmaram uma parceria para criar um infográfico com várias informações úteis para caminhoneiros e transportadores. Parte delas foi focada em dicas de segurança na estrada. Como dezembro é o mês em que o movimento nas estradas sofre aumento significativo por conta do início da temporada de férias, postaremos aqui a primeira parte de um conjunto de medidas que podem ajudar a aumentar a segurança em suas jornadas. Confira!

MANTENHA DISTÂNCIA

Manter distância do veículo à frente é essencial para que se tenha tempo hábil de brecar ou fazer uma manobra repentina. Aliás, existe uma receita boa para saber se você está, de fato, respeitando essa regra: basta escolher um ponto fixo na estrada e, quando o veículo à sua frente passar por ele, contar aproximadamente quatro segundos, enquanto pronuncia: 1001, 1002, 1003, 1004. Se o seu caminhão passar pelo ponto de referência antes que você termine a contagem, isso significa que deve afastar-se um pouco mais.

REDOBRE A ATENÇÃO EM DIAS DE CHUVA, NEBLINA OU CERRAÇÃO

Ao dirigir nessas condições climáticas, acenda o farol baixo e aumente ainda mais a distância em relação ao veículo da frente. Nunca use o farol alto, pois ele reflete a luz nas partículas de água, reduzindo ainda mais a visibilidade. Por conta do tempo, o chão também fica úmido, o que diminui a aderência dos pneus. Daí a importância de reduzir a velocidade. Caso sinta dificuldade de continuar dirigindo, pare em um local seguro, como um posto de abastecimento e evite estacionar no acostamento.

USE O FAROL ALTO COM MODERAÇÃO

É permitido usar o farol alto em vias sem iluminação pública, porém, é preciso cuidado para não prejudicar a visibilidade dos motoristas que transitam pelo outro lado da via. O melhor a fazer, ao avistar outro veículo, é baixar o facho imediatamente.

NÃO SOLTE O CAMINHÃO NAS DESCIDAS

Nos trechos em declive, mantenha o câmbio engatado, em marcha reduzida. Além de ser ilegal, trafegar em “banguela” é perigoso e pode danificar os sistemas de transmissão do veículo. Se o caminhão estiver desengrenado e acontecer um imprevisto, você não conseguirá utilizar o freio-motor.

NUNCA FREIE BRUSCAMENTE

Quando perceber um obstáculo à sua frente, diminua a aceleração em vez de colocar o pé direto no freio. Use o breque só após o caminhão ter diminuído a velocidade.

DESVIE DE OBSTÁCULOS COM SEGURANÇA

Ao perceber que há algo na pista que o impede de seguir adiante, não pare bruscamente, especialmente se houver outro veículo logo atrás do seu. O ideal é diminuir a velocidade e sinalizar o problema para os demais condutores, usando o pisca-alerta.

SEMPRE QUE POSSÍVEL, OLHE PARA TRÁS AO DAR RÉ

Não dá para ignorar os pontos cegos na direção veicular. Ao fazer a manobra olhando só pelos retrovisores, você não tem noção de profundidade e pode não visualizar por completo pessoas ou animais em movimento. Quando a visão pelo vidro traseiro da cabine for possível, é mais seguro olhar para trás e, por cima do ombro, conferir o cenário antes de engatar a ré.

DESLIGUE OS ELETRÔNICOS

Alguns aparelhos eletrônicos são ótimas companhias nos momentos de descanso e lazer. Porém, enquanto se está ao volante, é importantíssimo mantê-los desligados. Assistir televisão enquanto dirige, por exemplo, é tão perigoso quanto falar ao celular – mesmo que seja no viva-voz. Isso porque, ao distrair-se, você deixa de prestar atenção em detalhes da estrada que podem indicar situações de risco. O rádio está liberado, mas deve ser ouvido em volume baixo para permitir que você ouça os sons do próprio caminhão e os produzidos pelos demais veículos.

APROVEITE O CONFORTO DO VEÍCULO

Sempre que possível, opte por caminhões que sejam capazes de garantir mais conforto nas suas viagens. Bancos ergonômicos e com suspensão a ar e refrigeração mesmo quando o veículo está parado são alguns dos itens disponíveis no mercado. Esses diferenciais diminuirão o desgaste e a fadiga do motorista durante todo o percurso.

AJUSTE O ENCOSTO DE CABEÇA

Antes de ligar o carro, cheque se o encosto de cabeça está devidamente ajustado para a sua altura. O acessório é essencial num momento de desaceleração brusca, quando o motorista pode ser lançado para frente e para trás com muita força. Nesse caso, o encosto vai dar o apoio necessário à cabeça, minimizando o risco de lesões na coluna cervical e no canal medular, complicações que podem causar paralisia dos membros e até mesmo a morte imediata.

fonte

Comentarios