Desafio da Scania integra logística, sustentabilidade e inovação

Depois de percorridas cinco regiões do país, ou cerca de 18 mil quilômetros; depois de ter dedicado 50 horas à inovação e ao conhecimento com a colaboração de 12 palestrantes; e de ter devorado 680 pedaços de pizza, a equipe do Inovathon Logistics Challenge traz para São Paulo 25 estudantes vencedores da etapa eliminatória, que agora vão viver o desafio final da competição. “Nos dias 30 de setembro e 1° de outubro, abriremos as portas do Centro de Logístico da Scania, em Vinhedo (SP), para receber o grupo e, depois de 24 horas, saberemos quem seguirá para Suécia”, diz Patrícia Acioli, responsável pela Comunicação da Scania Latin America.

Lançada em 2016, a iniciativa tem como objetivo dar visibilidade à logística, colocando o tema na agenda dos universitários, instituições de ensino e da sociedade. “A logística está ganhando cada vez mais um papel central nas empresas, deixando para trás a imagem de área suporte. Ela é protagonista de muitas decisões dentro das organizações”, conta Laurent Garnier, responsável de peças de reposição da Scania na América Latina. “Mas, o destaque está em integrar os conceitos de sustentabilidade e inovação aos desafios que enfrentamos no setor de transporte”, completa o executivo.

O formato do Inovathon foi pensado para que os estudantes tenham oportunidade de aprimorar os conhecimentos adquiridos em sala de aula, colocando em prática dentro de um ambiente que estimule à inovação e traga, ao mesmo tempo, elementos reais do mercado de trabalho. “De um lado, o desafio está na pressão contra o tempo e pelo resultado; do outro, a competição é uma experiência de vida, onde prevalece o espírito de equipe”, explica Patrícia. “Fala-se muito em geração milenium e criamos uma plataforma que nos permite interagir o tempo inteiro com eles, sem dúvida, uma troca rica”, acrescenta.

A maratona começou em maio com o período de inscrições. Em agosto, a equipe do Inovathon foi a campo e realizou etapas regionais em Porto Alegre, Fortaleza, Brasília, Manaus e São Bernardo do Campo. Os estudantes vencedores – divididos em equipes de cinco integrantes – representarão suas respectivas regiões na final nacional. “Viajar o país inteiro em busca de estudantes inovadores foi muito importante para o projeto. A Scania teve também um desafio logístico para solucionar”, conta Patrícia.

A competição começa às 10h de sábado e se estende até as 10h de domingo no Centro Logístico da Scania em Vinhedo. Serão 24 horas para desenvolver uma solução inovadora para um problema com foco no setor de transporte e logística. “A programação é intensa, reunimos conteúdo, prática, experiência pessoal, dinâmicas em grupo para que, no final, todos os 25 estudantes saiam com uma bagagem única, não apenas o grupo vencedor”, ressalta Patrícia.

Assim como na primeira edição, os vencedores serão premiados com uma viagem para a Suécia para conhecer a capital do país, Estocolmo, e a sede da Scania na cidade de Södertälje, onde acompanharão todo o processo logístico realizado na fábrica.

As equipes

A região Sul será representada pela equipe formada por Tuany Vivian (Universidade do Estado de Santa Catarina), Samarone Fernandes (Universidade Estadual do Rio Grande do Sul), Marcelo Müller (Pontifícia Universidade Católica PUC-RS), Luis Correa (Universidade Feevale) e Douglas Hübner (Fundação Universidade do Rio Grande – FURG).

Do Nordeste, o time é composto pelos estudantes Jéssica Lopes, Bruno Fontenele e Rodolfo Ramalho Flores, da Universidade Federal do Ceará, e Leonardo Moreira e João Rodrigues Filho, da Universidade de Fortaleza.

O Centro-Oeste será representando pelos universitários Eduardo Kemper, Natália Rocha Vinhal, João Pedro de Alencar Costa, Leonardo Ancrin e Marilia Bruzadelli Bicalho, todos da UnB (Universidade de Brasília).

Direto de Manaus, a equipe que representará o Norte brasileiro é composta pelos estudantes Renata Silva, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Matheus Fontinele, Lucas Bezerra e Ramel Cerveira, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), e Janderson de Oliveira, do Centro Universitário do Norte (Uninorte).

Por fim, de São Bernardo do Campo, saíram os vencedores da etapa Sudeste: Gabriela Alves e Paulo Ricardo de Oliveira, da Universidade Federal do ABC, Robert Fernandes, do Centro Universitário da FEI, Lucas Cerqueira, da Fundação Santo André, e Juliana Carneiro, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

Edição anterior

Em 2016, foi realizada a primeira etapa da maratona de inovação e reuniu 25 universitários de diversas partes do país para desenvolverem um projeto de gerenciamento logístico utilizando os conceitos de conectividade e as tecnologias de monitoramento e direção autônoma.

Durante a competição, as equipes foram identificadas com nomes de cidades suecas e puderam participar de palestras e outras atividades complementares ao desafio. No final, o grupo vencedor foi o Örebro, formado por alunos da Universidade Federal do ABC (UFABC), do Centro Universitário Fundação Santo André, do Centro Universitário FEI e da Universidade de São Paulo (USP).

Serviço:
Inovathon Logistics Challenge
Etapa Nacional: 30 de setembro e 1° de outubro

http://www.inovathonscania.com.br/

Local: R. Comendador João Lucas Vinhedo, 580 – Distrito Industrial Benedito Storani, Vinhedo – SP, 13280-000

Comentarios