Chico da Boleia marca presença na Fenatran Centro-Oeste e entrevista representante da Hyundai

fenatran_centro_oeste-31

A primeira edição do Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga da região Centro-Oeste (Fenatran-CO) foi um sucesso. O evento, realizado no Centro de Convenções de Goiânia entre os dias 14 e 17 de outubro, reuniu diversos grupos do setor do transporte rodoviário de cargas para discutirem temas como a segurança, os desafios logísticos, as novidades e soluções para o segmento. Também passaram pelo Centro de Convenções autoridades locais, como o prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela.

fenatran_centro_oeste-33
Leonardo Carneiro, Supervisor de caminhões da Hyundai. – Foto: Chico da Boleia

Chico da Boleia esteve presente durante os dias do evento e conversou com especialistas e empresários. Confira na íntegra a entrevista realizada com Leonardo Carneiro, Supervisor de caminhões da Hyundai.

Chico da boleia: Olá amigos, estamos aqui na primeira edição da Fenatran Centro Oeste. Hoje é o segundo dia de evento e já passaram pelo Centro de Exposições inúmeros participantes que conferiram as novidades e também assistiram às palestras que acontecem diariamente. Vamos conversar com Leonardo Carneiro, da Hyundai, sobre o evento e sobre as expectativas de mercado, já que a sede da fabricante é em Anápolis, aqui no estado de Goiás. Leonardo, qual a importância de participar de um evento como este?

Leonardo Carneiro: Bom, Chico, como você bem disse a nossa sede é aqui em Anápolis, Goiás, e o Centro Oeste tem se desenvolvido muito no mercado de caminhões como em outros cenários também. Essa região está em constante desenvolvimento e isso é bom para nós. Outro ponto é a necessidade de participarmos de uma feira da Fenatran, pelo nome que ela já carrega desde São Paulo, há mais de vinte anos. Aqui na primeira edição da Fenatran Centro-Oeste a nossa expectativa é maior. Embora nós estejamos ainda no segundo dia, já podemos identificar bons resultados.
Chico da Boleia: O que vocês trazem de novidade para o público?

Leonardo Carneiro: Nós estamos expondo os dois veículos comerciais nossos. O HR e o HD78. Nós trouxemos o HD78 montado num food truck que é febre hoje no Brasil, o pessoal está fazendo diversos tipos de food truck para vender hambúrguer, montar temakeria, etc. Então nós trouxemos um food truck de açaí, montado em cima do nosso caminhão HD78.

Chico da Boleia: A gente percebe que a marca vem crescendo anualmente no Brasil, apesar do posicionamento dos mais pessimistas em relação a atual situação da economia. Como está a aceitação dos modelos da Hyundai no país?

Leonardo Carneiro: Nós estamos conquistando bons números e conseguindo participar de uma boa fatia do mercado. Inclusive nosso veículo HR é líder na categoria já há sete anos consecutivos. O número de emplacamentos do HD78 também vem crescendo e se tornando mais conhecido a cada dia. E vale frisar que é também o veículo mais econômico e o que mais transporta da categoria, já que ele suporta até 5225 quilos. Quem tem gosta muito.

Chico da Boleia: Qual o principal diferencial do caminhão de vocês?

Leonardo Carneiro: Olha, o principal diferencial do nosso caminhão que é produzido em Anápolis é a autonomia dele. Ele faz de 7 a 8 km com um litro de combustível. Nenhum outro caminhão dessa categoria atinge essa média. Estamos a frente nesse e em outros quesitos.

Chico da Boleia: E qual a expectativa para 2015? Vocês tem algum lançamento, vão ampliar a produção? O que a Hyundai reserva para 2015?

Leonardo Carneiro: No próximo ano já teremos o modelo HR com air bag e ABS e o HD78 novo que virá com algumas melhorias na parte de engenharia, conforme o mercado sugeriu pra gente. Nós escutamos muito o empresário e o usuário final do caminhão. Então a gente escutou bastante e vamos atender o público.

Chico da Boleia: E Leonardo, quando é que poderemos fazer uma visita a fábrica de vocês em Anápolis para poder levar ainda mais informação sobre a produção da Hyundai para o público?

Leonardo Carneiro: Quando você quiser Chico, é só marcarmos!

Redação Chico da Boleia

Comentarios