Caminhoneiros fecham acordo com setor de grãos para definir valor do frete

Segundo fontes ligadas aos caminhoneiros, foi feito um ajuste na tabela do frete para que os motoristas tenham direito de cobrar pela volta

Depois de mais de nove horas de reunião, representantes dos caminhoneiros autônomos informaram que fecharam acordo com setor do agronegócio sobre o valor do frete.

Segundo fontes ligadas aos caminhoneiros, foi feito um ajuste na tabela do frete para que os motoristas tenham direito de cobrar pela volta. Ou seja, além do trajeto de ida em que levam a carga ao destino, terão direito a adicional pelo retorno do caminhoneiro a seu lugar de origem.

Antes isso não era possível. O acordo foi fechado com o setor de grãos, que representa maior parte do volume de carga transportada pelos autônomos.

Outros setores agrícolas

Entidades da categoria de caminhoneiros tentarão levar o mesmo modelo de acordo a outros setores agrícolas. Procurado, o Ministério dos Transportes informou que ainda não tem conhecimento do acordo.

A pasta aguarda um posicionamento dos representantes dos caminhoneiros, que estão fazendo reuniões em Brasilia desde sexta-feira, na tentativa de encontrar um consenso.

Abiove não aceita negociar tabelamento de frete

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) rejeita qualquer negociação com representantes dos caminhoneiros se o processo não envolver todos os segmentos do setor produtivo do país, que utilizam o transporte rodoviário.

O presidente da entidade, André Nassar, disse ainda que as discussões precisam ser conduzidas pelo governo que decidiu tabelar o preço do frete e não com a categoria.

Segundo ele, a medida é danosa para o setor de grãos, principalmente soja e milho porque ela inviabiliza as contratações antecipadas, quando as empresas financiam os produtores, compram e vendem os produtos.

Com informações de O Globo / Brasil Caminhoneiro

Comentarios