[VÍDEO] TRANSPOESTE supera desafios e deixa gosto de quero mais

Quem esteve na cidade de Cascavel entre os dias 20 e 22 de março e acompanhou a realização da 1ª Feira Transporte e Negócios do Oeste Paranaense, fica imaginando a trabalheira para construir um evento de tanto sucesso. De fato, a feira foi planejada e executada por pessoas com amplo relacionamento em toda cadeia produtiva do setor de Transporte Rodoviário de Cargas (TRC)

Promovido pelo Sintropar (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Oeste do Paraná), o evento foi idealizado para mostrar o potencial do oeste paranaense para o desenvolvimento de novos negócios no setor.

“Há cinco anos percebemos que havia um espaço para feiras regionais”, lembrou Wagner Adriani de Souza Pinto presidente do Sintropar. A partir dessa constatação, novas pesquisas foram elaboradas para justificar a criação de uma feira desse porte no oeste do Paraná.

Com números consistentes em mãos e o considerável fato do setor ser o 3º maior empregador do Oeste paranaense e o 2º maior gerador de impostos, o SINTROPAR foi buscar o apoio de entidades do setor como a FETRANSPAR, NTC&Logística, ABTC, ABOL e outras.

A receptividade da ideia foi totalmente positiva e logo a DBA&C Associados, empresa especializada em eventos do setor de transporte de cargas, foi convidada para trabalhar na organização do evento.

“O grande desafio não foi nem fazer fora do eixo Rio-São Paulo, o maior desafio foi fazer as pessoas acreditarem no projeto”, conta Dimas Barbosa Araújo, diretor da DBA&C Associados. “Por se tratar da primeira feira, muita gente ficou em dúvida em um primeiro momento”, relatou Antonio Ruyz, diretor executivo do SINTROPAR.

A boa notícia é que as pessoas acreditaram e os principais fornecedores do setor viram o potencial da região, gerando interação com empresários por conta do desenvolvimento de parceiras, troca de informações e novas tecnologias.

“O sonho foi para o papel no final de 2017 e hoje saiu do papel e é um sucesso que nos deixa muito emocionados ao ver o público circulando pelas ruas do centro de convenções” disse Ruyz, com orgulho pela realização da TRANSPOESTE. Para ele, o objetivo agora é organizar uma nova edição da Feira para o primeiro semestre de 2020.

O presidente da FETRANSPAR (Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná), Sérgio Malucelli, destacou o esforço das entidades do setor para a realização do evento. “Os sindicatos trabalharam intensamente nesses últimos 24 meses, conquistaram a adesão da cidade de Cascavel e a participação ativa de 26 expositores”, disse.

Malucelli também destacou a participação da ANTC (Associação Nacional de Transporte de Carga), da ABTC (Associação Brasileira de Transporte de Carga) e da CNT (Confederação Nacional do Transporte).

Sucesso da TRANSPOESTE movimenta R$140 milhões

A 1ª Feira de Transporte e Negócios do Oeste Paranaense (TRANSPOESTE) foi um sucesso. Realizada na cidade de Cascavel, Paraná, entre os dias 20 e 22 de março, o evento sacudiu um mercado que, somente na região Oeste do estado, concentra 1.532 empresas de transporte com uma frota de 55 mil veículos e um número de colaboradores estimado em 128 mil pessoas.

Em três dias a TRANSPOESTE movimentou perto de R$140 milhões em negócios fechados, de acordo com as informações divulgadas pelo SINTROPAR (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Oeste do Paraná), entidade promotora do evento.
Quem esteve na feira teve a oportunidade de entrar em contato direto com fornecedores de ponta e conhecer a mais ampla gama de soluções para o transporte rodoviário de cargas.

Segundo Wagner Adriani de Souza Pinto, presidente do SINTROPAR, “a TRANSPOESTE é um sonho que sonhamos juntos”. Ele explica que as empresas do setor investem anualmente cerca de 10 bilhões de reais em manutenção de frotas, pneus, óleo lubrificante e equipamentos. “Só esses números já justificam uma feira no oeste do Paraná”, disse.

Vale ressaltar que o setor de transporte de cargas paranaense movimenta perto de 6% do PIB estadual. A cidade de Cascavel, escolhida para sediar o evento, é reconhecidamente um dos maiores centros do agronegócio brasileiro. Segundo dados do SEAB do Paraná, são vinte e cinco culturas diferentes, entre eles o alho, amendoim, algodão, batata, café, tomate, milho e soja, além da criação de peixes.

Publicidade:

anuncio

Evidentemente, todos esses produtos precisam ser transportados e distribuídos de maneira eficiente e estruturada para outros pontos de beneficiamento, como portos e grandes centros. Isso faz da região um dos maiores polos do país em termos de transportes, evidenciando que tal atividade é primordial e muito representativa para o estado e o País.

“São os caminhoneiros e as empresas de transporte que dão vazão para essa produção”, comentou Dimas Barbosa Araújo, diretor da DBA&C Associados empresa organizadora do evento. “Essa é uma iniciativa pioneira”, disse ele, lembrando ainda que Importantes marcas da cadeia logística estiveram expondo suas novidades ao longo da feira. “Isso tudo será muito importante para o transporte rodoviário de cargas brasileiro”, observou Araújo.

A feira despertou o interesse de grandes marcas como Scania, Facchini, Randon, Transpocredi, Target, Sicoob, Mercedes Benz. Autotrac, Trade Vale Segutos e FM Pneus, que tiveram a oportunidade de apresentar seus últimos lançamentos diante de um público selecionado.

De fato, o pioneirismo e a força do evento não passaram despercebidos pelas autoridades. Estiveram presentes na abertura o vice-governador do Paraná, Darci Pianna, que lembrou que seu primeiro emprego foi em uma empresa ligada ao setor de transportes.

“Naquela época eu levava ao menos um dia inteiro para chegar a Cascavel. Passadas décadas, hoje estou aqui abrindo um evento que orgulha não só o cidadão desta cidade, mas o Paraná como um todo”, disse ao enaltecer o potencial econômico da região. “Cascavel e o Paraná merecem eventos deste porte”, concluiu.

O sucesso do evento já movimenta a organização para a 2ª TRANSPOESTE em 2020. “Temos certeza absoluta que a feira foi um sucesso e vai entrar para o calendário do Estado do Paraná”, afirmou Wagner Adriani, presidente SINTROPAR.

COMJOVEM tem participação destacada na realização da TRANSPOESTE

A juventude fez bonito na preparação da TRANSPOESTE. Organizados pela Comissão dos Jovens Empresários do Setor de Transporte (COMJOVEM) , os membros do organismo trabalharam duro para viabilizar a 1ª Feira Transporte e Negócios do Oeste Paranaense.

De acordo com Dimas Barbosa Araújo, diretor da DBA&C Associados “A participação da COMJOVEM foi fundamental para a realização do evento, no momento da divulgação eles foram até panfletar em postos de gasolina”, conta.

Antonio Ruyz, diretor executivo do SINTROPAR e membro da Executiva Nacional da COMJOVEM, explica que um dos objetivos da comissão é despertar novas lideranças para o setor de transporte. “Hoje somos mais de 450 integrantes em todo Brasil, temos 25 núcleos espalhados, e de sul a norte a COMJOVEM vem ganhando corpo”, disse. Para Ruyz “essa troca de informação e integração que a COMJOVEM proporciona é muito valida e quem participa vê a importância”.

Lançada em 2008 pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística – NTC&Logística, em São Paulo, a Comissão busca a integração e capacitação dos jovens empresários e executivos, despertando-os para futuras lideranças no setor de transporte de cargas e logística em âmbito nacional.
Para tanto, a Comissão organiza e estimula a participação de jovens empresários e executivos em fóruns, visitas técnicas e eventos. Uma boa maneira de instigar possíveis novos negócios e estreitar relação com grandes fornecedores do mercado.

A participação da COMJOVEM na TRANSPOESTE é um exemplo claro de como essa forma de atuação contribui para a capacitação e preparo das futuras lideranças do setor de transporte de cargas e logística.

Redação Chico da Boleia

Galeria de Fotos

Comentarios