Reunião no Ministério da Justiça oficializa a instalação do Comitê Gestor de Roubo de Cargas

Grupo irá atuar para implantação de políticas efetivas no combate a esse tipo de crime que aumenta ano a ano no Brasil

Comitiva do TRC presente durante a reunião com o Ministério da Justiça

Durante audiência no Ministério da Justiça foi oficializada a criação do Comitê Gestor no combate ao Roubo de Cargas, que terá como premissa o desenvolvimento e fomento de políticas voltadas ao combate deste crime.

Publicidade



Participaram da reunião o presidente da NTC&Logística, José Hélio Fernandes, acompanhado de Flávio Benatti, presidente da sessão de cargas da CNT, Roberto Mira, vice-presidente de Segurança Patrimonial da NTC&Logística, Manoel de Souza Lima, ex- presidente do SETCESP, Tayguara Helou, presidente do SETCESP, líderes empresariais do setor e Sindicatos, membros das Policias Federal e Rodoviária, Secretaria de Segurança Pública, Receita Federal, Agência Nacional de Transportes Terrestres, além de empresários ligados ao combate de contrabando e pirataria e representantes dos Ministérios Público e da Justiça.

“Após um trabalho de 20 anos, entendo que hoje foi um dia de coroação. Este comitê irá fortalecer a criação de um plano de ação a favor de práticas mais eficientes no que se refere às políticas e legislações sobre esse tema”, afirma Roberto Mira.

O coronel Paulo Roberto Souza, assessor de segurança da associação, ressaltou que no início de 2017 será criado um cronograma de estruturação das medidas que serão implementadas. “Vamos atuar em conjunto com o governo e as lideranças presentes na reunião de hoje, para que possamos viabilizar este processo com o máximo de urgência”, completa Souza.

Segundo o presidente, José Hélio Fernandes, a audiência representa uma importante etapa para que o setor. “Estamos otimistas com o trabalho que será iniciado. A expectativa é que esse seja um passo essencial para combatermos essa atividade criminosa que tem prejudicado tanto nosso setor e a economia do país de maneira geral”, comentou Fernandes.

Fonte: Ntc&Logística

Comentarios