Renault revela sua segunda geração de caminhões elétricos

Linha atende segmentos de 3,5 a 26 toneladas e começam a chegar ao mercado europeu ainda este ano

Após dez anos de teste em condições reais de transporte junto aos clientes da Renault Trucks, a fabricante revelou uma segunda geração de veículos comerciais totalmente elétricos em fase final de serem lançados para o mercado. O furgão Renault Master Z.E. e os caminhões D Z.E. e D Wide Z.E. compõem a gama para atender operações urbanas com capacidades de 3,5 a 26 toneladas de peso bruto total (PBT).

A Renault Trucks, uma das empresas do Grupo Volvo, adianta que o furgão estará disponível ao mercado ainda este ano, enquanto os dois outros modelos começam a chegar aos transportadores europeu no ano que vem.

De acordo com a marca, no desenvolvimento dos produtos foi fundamental a parceria com os transportadores com o objetivo de reunir o máximo de informações a respeito do uso, do comportamento das baterias, da infraestrutura de recarga e manutenção dos veículos.

Os testes reais também permitiram que a própria Renault Trucks pudesse orientar os parceiros em relação à tecnologia elétrica, um conhecimento especializado que a marca absorve há vários anos com a oferta do caminhão leve Maxity Electric.

“Há dez anos fomos os primeiros a colocar em marcha a tecnologia com o objetivo de abrir caminho ao caminhão elétrico e melhorar a qualidade do ar das cidades”, conta Bruno Blin, presidente da Renault Trucks. “Atualmente, nossa gama de veículos elétricos tem um bom rendimento e os especialistas de nossa rede estão preparados para acompanhar os clientes na transição à eletromobilidade no transporte.”

Disponível a partir de setembro de 2018, o Renault Master Z.E. se apresenta como o veículo para atuar na distribuição de carga na chamada última milha. Com as baterias instalada sob os assentos, o volume de carga disponível é idêntico à sua versão convencional a diesel. O conjunto requer seis horas para recarga completa para autonomia de 120 km. Será ofertado como furgão, mas também em versão cabine-chassi. Traz motor que gera 57 kW e torque de 23 kgfm.

O Renault Trucks D Z.E. estará disponível para atender segmento de até 16 toneladas enquanto o D Wide Z.E. para 26 toneladas. Ambos serão fabricados na fábrica de Blainville-sur-Orne, na Normandia, França, a partir do segundo trimestre de 2019.

De acordo com o uso e a configuração das baterias, os caminhões terão alcance de 300 km, mas com objetivo de preservar capacidade de carga útil, a fabricante adianta que terá diferentes versões a fim de adequar o veículo ao uso.

Em corrente contínua, as baterias de íon-lítio dos caminhões estarão completamente carregadas entre 1 e 2 horas. Nas correntes alternadas, do tipo caseiras, os veículos precisarão de 12 horas na tomada.

O Renault Trucks D Z.E. será equipado com motor elétrico de 185 kW capaz de gerar torque de 43 kfgm, enquanto o D Wide Z.E. terá dois motores elétricos que juntos desenvolveram 370 kW e torque de 86,7 kgfm.

Fonte: Estradao

Comentarios