Randon Consórcios comemora 30 anos como referência no segmento

São 180 mil cotas comercializadas e mais de 86 mil contempladas

A Randon Consórcios, criada inicialmente como uma opção para facilitar a aquisição de implementos rodoviários da marca Randon, completa, em 6 de agosto, três décadas de atividades. Hoje, cresceu em suas operações e administra seis diferentes marcas, sendo referência no mercado nacional de consórcios.

O rápido crescimento da empresa, motivado pela demanda desde os primeiros grupos de consórcio formados em 1987, permitiu expandir sua atuação, em 1991, para o segmento de veículos e, em 1993, de imóveis, os quais, mais tarde, deram origem à Racon Consórcios. Sob essa marca, desde 2001, opera pelo sistema de franquias, um modelo de negócio até então inédito para o segmento de consórcios e que permitiu a expansão da sua rede de vendas pelo País.



Como estratégia para ampliar os produtos ofertados pelo consórcio, a partir de 1997, foi iniciado o processo de parcerias com outros fabricantes, além da co-irmã Randon. A primeira delas foi com a John Deere Brasil, que deu origem ao Consórcio Nacional John Deere, de máquinas e equipamentos agrícolas.

Outras parcerias de sucesso surgiram ao longo dos anos: o Consórcio Nacional Volare, de miniônibus; o Consórcio Nacional Foton Caminhões, de caminhões leves e o Consórcio Nacional DAF, de caminhões pesados, consolidando a presença da Randon Consórcios entre os clientes de fabricantes de destaque no mercado nacional e mundial.

Para o gerente executivo da Randon Consórcios, Augusto Giongo Letti, o balanço desses 30 anos é extremamente positivo. “São cerca de 180 mil cotas comercializadas e mais de 86 mil delas contempladas, o que representa aproximadamente R$ 8,1 bilhões em créditos distribuídos. Esses números mostram que o consórcio é uma excelente forma de viabilizar aos nossos parceiros fabricantes mais uma alternativa de comercialização dos seus produtos, ao mesmo tempo em que permite aos clientes realizarem suas aquisições com planejamento e economia”, afirma.

Fonte: Segs

Comentarios