Pesquisa revela que caminhoneiros estão acima do peso ideal

Pesquisa mostrou que 34% dos caminhoneiros sofrem com hipertensão. Especialista de Araçatuba diz que exercícios podem ajudar a melhorar.

Do G1 Rio Preto e Araçatuba

 Uma pesquisa feita pela Secretaria Estadual de Saúde revelou que de cada 10 caminhoneiros, sete estão acima do peso. São muitos dias na estrada e com uma alimentação pouco saudável.  O resultado disso são alguns quilos a mais e não é da carga que eles transportam.

Há 15 anos o caminhoneiro Everaldo Pereira dos Santos, de Araçatuba (SP), trabalha viajando pelo Brasil. Durante esse tempo muitas coisas mudaram: entre elas, o peso, que está 40 quilos acima do que seria ideal e alguns problemas de saúde como colesterol, triglicérides e pressão alta.

Publicidade:



Após uma consulta com a nutricionista Ana Paula Pocchioni, ele percebeu a gravidade do problema, pois seus níveis de colesterol e triglicérides, que são gorduras no sangue, quatro vezes acima do normal, deixaram a profissional preocupada. “Falei com ele para fazer a reeducação alimentar. Ele tem que fazer cinco refeições por dia e pode até intercalar no caminhão os lanches saudáveis, iniciando a alimentação com muitas verduras e incluindo atividades físicas. Começando a reeducar a alimentação e muita atividade física ele conseguirá ser mais saudável”, afirma a nutricionista.

O caminhoneiro Edimilson Santos faz parte da estatística da Secretaria de Saúde. Em 30 anos de estrada, os números na balança não pararam de subir. De 75 quilos para 105. “É uma situação difícil, pois a nossa alimentação não ocorre no horário correto. Tem dias que conseguimos jantar ou almoçar na hora certa, mas nem sempre é possível. A primeira refeição do dia, o café da manhã, é impossível. A alimentação é totalmente desregulada”, disse Santos.

A educadora física Andreza Farias Marini fez alguns testes de índice de massa corporal com os motoristas. A maioria estava bem cima do normal. Para ela exercícios simples também podem ajudar a evitar problemas de saúde. “Como eles fazem paradas em postos de combustíveis, eles podem trabalhar bastante com a caminhada. Evitar ficar imóvel ou até mesmo sentado, pois é uma coisa que eles estão aptos a fazer no dia a dia”, orienta a educadora física.

E ao contrário de muitos caminhoneiros, José Cláudio sempre procura fazer caminhadas durante as paradas nas viagens. Ele também se preocupa com a alimentação. Cuidados que fizeram o caminhoneiro perder quase 40 quilos. E além dos exercícios o caminhoneiro Leocemir Nascimento, além de exercícios, sempre prepara as próprias refeições. No cardápio dele salada e legumes não podem faltar. “Uma salada, um arroz, feijão o básico. E quando a gente cozinha a própria comida, sabemos o que ingerimos”, contou o caminhoneiro.  Atitudes que podem prevenir doenças graves. A pesquisa também mostrou 34% dos caminhoneiros sofrem com hipertensão.

Exercícios leves podem ajudar na dimuição de peso  (Foto: Reprodução / TV TEM )

Comentarios