Novo painel da CNT do transporte aquaviário mostra que setor cresceu em 2020

Esse é o segundo painel dinâmico disponibilizado pela CNT neste ano – o primeiro foi o de transporte aéreo de cargas e passageiros. (Foto: reprodução)

Novo painel da CNT do transporte aquaviário mostra que setor cresceu em 2020

Ferramenta online permite análise de dados e históricos de movimentação portuária

A Confederação Nacional do Transporte lançou, no último dia 12, o Painel CNT do Transporte – Aquaviário, ferramenta online de consulta às estatísticas do setor na qual é possível realizar análise de informações específicas e segmentadas, recortes e cruzamentos.

A partir dele, podem ser extraídos dados históricos da movimentação portuária, utilizando diferentes filtros, como instalação portuária, tipo de mercadoria, perfil da carga e tipo de navegação. Esse é o segundo painel dinâmico disponibilizado pela CNT neste ano – o primeiro foi o de transporte aéreo de cargas e passageiros, divulgado em 9 de junho .

Os indicadores do painel revelam que a movimentação dos portos públicos e terminais privados no Brasil, de janeiro a junho de 2020, cresceu 4,4%, na comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando 537,9 milhões de toneladas. Tal crescimento foi registrado em meio a uma crise que impactou fortemente outros segmentos do transporte.

Considerando o perfil da carga, os granéis sólidos representaram 60,1% da movimentação total das instalações portuárias brasileiras nos seis primeiros meses de 2020, com 323,5 milhões de toneladas movimentadas. Já o transporte de granéis líquidos e gasosos somou 134,2 milhões de toneladas e o de carga conteinerizada, 54,8 milhões de toneladas.

O presidente da CNT, Vander Costa, afirma que o lançamento de mais essa ferramenta reforça o compromisso da entidade em disponibilizar uma ferramenta de fácil consulta e que contém indicadores atualizados, consistentes e confiáveis sobre os diferentes modos de transporte.

– O transporte aquaviário mostra sua força durante a crise. Essencial ao país, continuou a movimentar e a permitir o funcionamento das cadeias logísticas que dependem das naveg­ações marítima e hidroviária. E o histórico desses números e suas composições podem ser visualizados de forma bastante dinâmica com esse painel que lançamos hoje – diz.

Fonte: CNT

 

Comentarios