Jacareí vai multar caminhoneiros em rota proibida a partir de novembro

Decreto impõe regras para circulação de caminhões. Objetivo é inibir que veículos ‘fujam’ de pedágio na Dutra pelo trecho urbano. Caminhoneiros devem fazer cadastro.

 A prefeitura de Jacareí (SP) vai começar a multar em novembro os veículos pesados flagrados fora das rotas permitidas para ciculação dentro do município. O objetivo da regulamentação, anunciada em agosto, é coibir a fuga dos pedágios por dentro da área urbana, desafogar o trânsito na região central e evitar o desgaste excessivo das vias.

O decreto da prefeitura impõe regras para cargas acima de 6 toneladas. Para esses motoristas, apenas sete rotas estão liberadas, sendo alguns trechos da rodovia Geraldo Scavone, rodovia Nilo Máximo e das avenidas Malek Assad, Getúlio Vargas, Castelo Branco, Lucas Nogueira Garcez e Euryale de Jesus Zerbine.

Em qualquer outra rota, os caminhões que não tiverem placas da cidade deverão comprovar que têm entrega para fazer no município, sob pena de serem multados.

Os caminhoneiros moradores de Jacareí terão passe livre, mas estão proibidos de circularem fora dos trajetos definidos nos horários de pico, sendo das 7h às 9h e das 17h às 19h – a excessão será aos caminhões que estiverem voltando ao local de estacionamento. Eles terão que estar cadastrados para evitar as autuações.

“A excessão são os caminhões com placa de Jacareí que estiverem retornando pro seu local de guarda. Por isso, a importância do cadastro, porque daí a gente tem como identificar que de fato ele está indo para seu local de guarda e ele não terá nenhum tipo de penalidade”, disse o secretário de mobilidade de Jacareí, Edinho Guedes.

O cadastro pode ser feito por meio do aplicativo ‘Cadastro de Carga Pesada Jacareí’ e pode ser obtido pela Play Store ou Apple Store; ou pelo site ccpjacarei.com.br até o fim deste mês.

Multa

Os infratores serão multados em R$ 85 e acúmulo de quatro pontos da CHN. Antes disso, a prefeitura faz uma campanha educativa nas ruas para tirar as dúvidas dos condutores.

 Para o Sindicato das Transportadoras do Vale, os caminhões de fora que fazem entregas na cidade precisam de um sistema fácil e ágil para que o serviço não seja prejudicado.

“Para os caminhões lacrados em Jacareí, os problemas vão ser muito poucos; mas para quem vem de fora e vai ter que sair da rota, ele vai ter que ter uma licença especial, que vai ter que tirar na prefeitura. Aí vai complicar um pouquinho a vida dessas transportadoras”, disse o presidente do sindicato no Vale, Laércio Lourenço.

Quem presta o serviço de entrega de mercadorias em Jacareí não quer ser surpreendido. “Tem que ser muito explicado, principalmente para as empresas poderem passar pra gente. Vai ser uma situação desagradável porque a multa vai ser descontada do motorista, a empresa não quer saber”, disse um caminhoneiro.

Fonte: G1

Comentarios