Iveco Stralis NP 460 GNL consegue um novo recorde de distância percorrida

Um caminhão propulsionado por gás natural acaba de conseguir um novo recorde depois de percorrer a longa distância que vai de Londres a Madrid, sem reabastecer. Mais de 1.500 quilômetros de maneira contínua que serviram para situar esse combustível como uma grande alternativa no transporte sustentável.

A Iveco já está desde 1991 apostando fortemente em um combustível mais respeitoso com o meio ambiente, como é o caso do gás natural. O fabricante de veículos comerciais o considera um pilar básico em sua frota atual, impulsionando o transporte sustentável com modelos como o Stralis NP.

Este último saltou para as primeiras páginas devido à recente conquista conseguida, utilizando como principal fonte de energia o gás natural. A marca italiana quis mostrar ao mundo o potencial desse combustível e para isso usaram um Iveco Stralis NP 460, que foi levado à Londres, teve seu tanque cheio ao máximo e iniciou sua jornada.

O resultado foi um sucesso, com o caminhão italiano estabelecendo um novo recorde de distância, ao viajar desde a capital britânica até Madrid sem reabastecer, servindo-se do poder calorífico fornecido pelo GNL (Gás Natural Liquefeito). No total, o veículo percorreu 1.728 quilômetros em estradas, superando a autonomia oficial estabelecida pela marca (1.600 km).

Publicidade:

anuncio

O modelo utilizado puxava uma carreta de três eixos, com um peso bruto total do veículo de 30 toneladas. Graças à utilização do GNL, o Stralis NP 460 conseguiu economizar em termos de custo do combustível utilizado cerca de 233 euros no trajeto, ou cerca de 40%, se for comparado com o resultado obtido se tivesse utilizado diesel.

Nas palavras do Diretor de Combustíveis Alternativos da Iveco, Martin Flach: “O ano passado cruzamos todo o Reino Unido, de norte a sul (1.407 quilômetros) sem que o Stralis NP de 400 cv necessitasse reabastecer, mas desta vez quisemos ir um pouco mais além. Trata-se de um desafio que serve para mostrar ao mundo a eficiência energética do Stralis NP, e para pôr a prova nossos motores a gás de última geração com 460 cv.”

“Enchemos o tanque antes de sair de Londres, e a primeira parada para reabastecer foi em Madrid, dois dias e meio depois. Mover-se utilizando somente a energia do GNL significa não ter que preocupar-se pela utilização do diesel e pela disponibilidade do AdBlue, sendo o GNL a solução mais simples tanto para o responsável pela gestão da frota como para o condutor do veículo”, finalizou Flach.

Oferecido nas versões 4×2 e 6×2, com potências de 400 e 460 cv, o Stralis NP, comparado com um modelo diesel Euro VI equivalente, permite obter cerca de 90% a menos de emissões de NOx, 99% a menos de partículas poluentes e até 15% a menos em termos de emissões de CO2, reduzindo-se 95% se for utilizado o biometano.

Fonte:  PlanetCarsZ

Comentarios