Ícones das estradas: relembre os clássicos da Mercedes-Benz

Caminhão L-1113 da Mercedes-Benz

Entre os destaques da marca estão o L-1111 e o L-1113

A história dos caminhões quase se confunde com a história da Mercedes-Benz, uma das marcas do Grupo Daimler. Foi em 1886 que Gottlieb Daimler e Carl Benz apresentaram ao mundo os primeiros veículos movidos por combustão interna. Dez anos depois, o primeiro caminhão do mundo, produzido pela Daimler-Motoren-Gosellschaft, começou a rodar na Alemanha.
Passaram-se mais 60 anos até a Mercedes-Benz fixar raízes no Brasil. Foi em 1956 que o primeiro caminhão da marca foi produzido em São Bernardo do Campo (SP). A partir daí, a montadora se consolidou e foi a fabricante de alguns dos modelos de caminhões mais vendidos no país.
L-1111 e L-1113

​Esses estão, sem dúvida, entre os maiores ícones das rodovias brasileiras. Juntos, eles somaram mais de 240 mil unidades comercializadas no Brasil.

Os lançamentos desses modelos remontam às décadas de 1960 e de 1970. Eram caminhões que se destacavam pela cabine semiavançada e que oferecia mais conforto em relação a outros modelos da época. Entre os diferenciais estavam o sistema de suspensão, o espaço interno e o isolamento completo entre a cabine e o compartimento do motor. A direção continha um sistema de amortecimento, para reduzir a trepidação.
O L-1111 (que antecedeu o L-1113) foi anunciado, à época, como “o mais moderno veículo de transporte de carga do país” A poltrona do motorista era ajustável em três posições diferentes. A segurança também era um atrativo. “Dois grandes espelhos retrovisores asseguram manobras fáceis e segura”, diz o folder que divulgava o modelo aos interessados. Outro destaque era para o “painel moderno, com novos instrumentos de controle. Quebra-sol, bolsas nas portas, cinzeiros, ganchos para roupas e amplo porta-luvas”. A potência bruta era de 120 cv. Seu sucessor, o L-1113, tinha potência bruta de 147 cv. A velocidade máxima se aproximava dos 90 km/h

L-1620 

Publicidade:

anuncio
Esse é um semipesado que também está entre os campeões de vendas da Mercedes-Benz do Brasil. Lançado em meados da década de 1990, fez parte da linha tradicional da marca. Com potência de 211 cv e torque a 1.900 rpm, entre os atrativos do modelo estavam o sistema de freio com pressão 25% maior do que a de concorrentes. A potência era de 211 cv e torque a 1.400 rpm.

Actros Série Especial homenageou os antepassados

​No ano passado, a Mercedes-Benz lançou o Actros Série Especial para homenagear os ícones do passado, o L-1111 e o L-1113. Foram fabricadas apenas 21 unidades. As cores, o revestimento interno e os detalhes foram todos desenvolvidos com aspecto retrô. Mas, é claro, o modelo foi lançado com muito mais tecnologia. A potência chega a 510 cv; o câmbio é totalmente automatizado; o caminhão tem sistemas e tecnologias para aumentar a segurança, como assistente de frenagem, orientação de faixa de rolagem e controle de proximidade; piloto automático otimizado; e TV digital no interior da cabine.

Comentarios