Shadow

Empresas desenvolvem tecnologia de abastecimento de hidrogênio líquido para caminhões

 Essa abordagem inovadora permite que o abastecimento seja feito com maior densidade, maior autonomia, mais rápido e com maior eficiência energética. (Foto: divulgação)

Empresas desenvolvem tecnologia de abastecimento de hidrogênio líquido para caminhões

Daimler Truck AG e Linde visam tornar o processo de reabastecimento de hidrogênio tão fácil e prático quanto possível

A Daimler Truck AG e a Linde, empresa global de gases industriais e engenharia, assinaram um contrato para desenvolver em conjunto a próxima geração da tecnologia de abastecimento de hidrogênio líquido para caminhões com propulsão por células de combustível. Com essa parceria, elas visam tornar o processo de reabastecimento de hidrogênio tão fácil e prático quanto possível.

Juntas, as empresas vão se concentrar em um novo processo para lidar com hidrogênio líquido (hidrogênio líquido “sub-resfriado”, “tecnologia sLH2”). Essa abordagem inovadora permite que o abastecimento seja feito com maior densidade, maior autonomia, mais rápido e com maior eficiência energética.

O novo processo vai usar níveis de pressão mais altos do que a do ambiente e controle de temperatura especial, evitando os chamados efeitos de fervura e “retorno do gás” (gás do tanque do veículo que retorna ao posto de abastecimento) durante o reabastecimento e não exigirá uma complexa comunicação de dados entre o posto de gasolina e o caminhão durante o reabastecimento. Em geral, a tecnologia permite conceitos mais simples de posto de abastecimento. A densidade melhorada para o armazenamento de energia é devida ao nível de pressão mais alto que o do ambiente, e aumenta a massa de hidrogênio no tanque.

As empresas planejam fazer o primeiro reabastecimento de um veículo protótipo em um posto piloto na Alemanha, em 2023. A Daimler Truck AG e a Linde estão planejando alto nível de transparência e abertura em torno das interfaces relevantes das tecnologias desenvolvidas em parceria. Ao permitir que o maior número de empresas possível venha a desenvolver suas próprias tecnologias de reabastecimento e veículos que apliquem o novo padrão de hidrogênio líquido, um mercado de massa global deverá ser estabelecido para o novo processo.

Novo processo de reabastecimento será implementado no Mercedes-Benz GenH2 Truck

Em setembro de 2020, a Daimler Truck AG realizou a estreia mundial do caminhão-conceito movido a célula de combustível, o Mercedes-Benz GenH2 Truck. Com o GenH2 Truck, a fabricante demonstrará quais as tecnologias específicas a empresa está impulsionando à toda velocidade de forma que os caminhões pesados movidos a célula de combustível possam realizar suas exigentes e versáteis operações de transporte de longo percurso com autonomias que vão até 1.000 quilômetros ou mais com um único tanque de hidrogênio.

A Daimler Trucks planeja começar testes do GenH2 Truck junto a clientes em 2023. A produção em série deverá ter início na segunda metade desta década. Graças ao uso de hidrogênio líquido em vez do gasoso, com sua maior densidade energética, o desempenho do veículo está planejado para igualar o de caminhões equivalentes convencionais movidos a diesel. O novo processo de reabastecimento deverá ser implementado na versão em série do GenH2 Truck e primeiro deverá ser validada nos próximos protótipos.

Hidrogênio líquido permite aplicações com alto rendimento energético

A Daimler Trucks prefere utilizar o hidrogênio líquido (LH2) porque nesse estado químico a transmissão da energia tem uma densidade muito mais alta em relação ao volume do que o hidrogênio gasoso. Como resultado, os tanques do caminhão movido a célula de combustível usando hidrogênio líquido são muito menores. Além disso, devido à menor pressão, são também significativamente mais leves, proporcionando ao veículo maior capacidade de carga útil. Ao mesmo tempo, pode-se transportar mais hidrogênio, o que aumenta substancialmente a autonomia dos caminhões. Isso torna o GenH2 de série comparável aos caminhões movidos a diesel para transporte em longas distâncias, em que a demanda diária de energia é alta.

A Daimler Trucks está avançando no desenvolvimento das tecnologias de sistemas de tanques que são necessários para tornar o hidrogênio líquido utilizável como fonte de energia em caminhões com células de combustível produzidos em série. O armazenamento de hidrogênio líquido criogênico a -253 graus Celsius já é prática comum em aplicações estacionárias, por exemplo, na indústria ou em postos de abastecimento de hidrogênio. Isso também se aplica ao transporte de hidrogênio líquido como carga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resolva o problema * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.