Divulgado preço dos combustíveis que vale a partir de 1º de agosto

Divulgado preço dos combustíveis que vale a partir de 1º de agosto
Foto: Renato Araújo/ABr

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) publicou, nessa quarta-feira (24), no Diário Oficial da União (DOU), o preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF) de vários combustíveis em diversos estados. Em apenas oito dos 25 entes federativos, os valores foram alterados. Os novos preços serão adotados a partir de 1º de agosto.

Em relação à gasolina, o estado que cobra mais caro pelo litro do combustível é o Acre, R$ 3,26. Em seguida, Rondônia, (R$ 3,05), Tocantins, R$ (3,03) e Amazonas (R$ 3,02). O litro mais barato é o praticado na Paraíba, R$ 2,80. Não foram divulgados os preços da Bahia e do Rio Grande do Sul.

 

 

c_gasolina.png

O Acre é também o estado que cobra o litro de diesel mais caro no país, R$ 2,72. Depois, estão Mato Grosso (R$ 2,57), Roraima (R$ 2,56) e Rondônia (R$ 2,51). Nesse caso, o Mato Grosso do Sul é quem pratica o menor preço, R$ 2,20. Assim como em relação à gasolina, tampouco foram divulgados os preços do diesel da Bahia e do Rio Grande do Sul.

c_diesel.png

Mais uma vez, o Acre lidera o preço mais caro. O valor do litro do álcool etílico hidratado carburante (AEHC), o etanol, chega a R$ 2,63 no estado. Em ordem decrescente, estão Roraima (R$ 2,55), Espírito Santo (R$ 2,54) e Amapá (R$ 2,50). Mato Grosso tem o menor valor, R$ 1,96.

c_alcool.png
Além desses combustíveis, a tabela do Confaz traz os preços de referência para gás liquefeito de petróleo (GLP), querosene de aviação (QAV), gás natural veicular ( GNV), gás natural industrial (GNI) e óleo combustível. Veja os valores no Ato Cotepe/PMPF nº 14. Os preços divulgados pelo Confaz servem de base para calcular o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do produto.

Agência CNT de Notícias

Comentarios