Carnaval 2017 teve redução de 20% no número de mortos nas rodovias paulistas

Em relação ao ano passado também houve redução (-12%) no número de acidentes nos 6,9 quilômetros de rodovias que integram o Programa de Concessão no Estado. Ações operacionais e educativas foram reforçadas com foco na segurança viária

O feriado de Carnaval desse ano foi mais seguro nos 6,9 mil quilômetros de rodovias estaduais do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo. O Centro de Controle de Informações (CCI) da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) registrou 20% menos mortes nas pistas em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 8 mortes ante 10 em 2016 considerando o período das 18h da sexta-feira até às 23:59 da terça-feira de Carnaval. A quantidade de acidentes reduziu 12%, passando de 569 ocorrências para 502 este ano. O número de feridos também seguiu a mesma tendência de queda, com redução da ordem de 19% (330 em 2016 contra 266 em 2017)

“Nos feriados, as ações de operação e educação no trânsito são intensificadas. Mas trabalhamos diariamente com segurança viária para alcançar a meta de redução de 50% do número de mortes nas rodovias até 2020”, comenta Giovanni Pengue Filho, diretor geral da Artesp. Em 2011, quando a ONU lançou o programa Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, foi elaborado pela Artesp um cronograma de metas a ser atingido pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Estado ano a ano para se chegar em 2020 com uma redução de 50% no número de mortes e de 20% na quantidade de vítimas feridas. “Desde então, os índices alcançados têm sido melhores do que o cronograma, levando a crer que estamos no caminho correto e que chegaremos em 2020 dentro da meta da ONU”, comenta Giovanni.

OPERAÇÃO CARNAVAL

Balanço de Acidentes

Período 18h da sexta-feira até 23h59 da terça-feira de Carnaval

Acidentes Total

2016

Total

2017

Comparativo
Acidentes 569 502 -12%
Feridos 330 266 -19%
Mortos 10 8 -20%

Operação nas Rodovias e Educação no trânsito

Durante o Carnaval desse ano, a Artesp, em conjunto com o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, o Detran-SP e as concessionárias de rodovias desenvolveu uma série de ações de educação no trânsito. As principais ações tiveram como destaque o equipamento conhecido como Rodovírtua – óculos de realidade virtual que permite ao usuário vivenciar a sensação de um motorista dirigindo sob o efeito do álcool.

A operação Carnaval também contou com a distribuição de leques com mensagens educativas em blocos de carnaval, jingles em rádios e anúncios em jornais – todas as peças tendo como foco principal o alerta de que álcool e direção é uma combinação perigosa. Também foi feito reforço na fiscalização do transporte intermunicipal de passageiros nos terminais de ônibus.

A Artesp intensificou o monitoramento das operações e da prestação de serviços das concessionárias através do Centro de Controle de Informações (CCI), que acompanha o funcionamento dos equipamentos e o trabalho das empresas que administram as rodovias através de uma central que recebe imagens de 996 câmeras espalhadas por todo o Estado. Como serviço para os motoristas e para a imprensa, a rádio Artesp Informa veiculou no período do Carnaval 52 boletins de áudio com informações sobre as condições das rodovias.

Durante o feriado, as concessionárias implantaram esquemas especiais com reforço no monitoramento e manutenção dos equipamentos como call box, câmeras, painéis de mensagem e veículos de apoio operacional. Também houve aumento no número de guinchos, ambulâncias e veículos de atendimento e socorro ao usuário, além da realização da operação “papa-fila” nos pedágios para agilizar a passagem pelas cabines de cobrança manual, quando necessário.

Ação educativa com óculos de realidade virtual Rodovírtua

______________________________
ARTESP – Assessoria de Imprensa

Comentarios