Caminhoneiros recorrem às Associações

A FENACAT – FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ASSOCIAÇÕES DE CAMINHONEIROS E TRANSPORTADORES – realizou no dia 18/10, em SP, o 2º Fórum Nacional das Associações.

O presidente da instituição organizadora do Fórum, Sr Luiz Carlos Neves, na abertura oficial, agradeceu os participantes e os patrocinadores do evento. Disse também estar muito feliz com as conquistas realizadas no setor, porém, ainda há muito trabalho para ser feito.

Sr Luiz Carlos Neves

“Sou homem de Fé”, convalidou José Araújo da Silva, o China, Presidente da UNICAM, ao mencionar que ainda recebe ameaças de morte. Relatando a conquista do fim da carta frete. Sistema de pagamento de combustível em postos de gasolinas que perdurava 60 anos. “Hoje, estamos em estado de graça”, diz China.

José Araújo da Silva, o China

Para o Advogado e assessor da presidência do SETCESP, o Dr. Adauto Bentivegna Filho, a nova lei 11619, dos caminhoneiros, em vigor desde 16/06/2012, tem como objetivo disciplinar a jornada de trabalho dos caminheiros CLTs e a forma de pagamento. Esclareceu que o profissional autônomo não tem jornada de trabalho,  mas obrigatoriamente precisa ter parada para descanso. A máquina não precisa parar, mas o homem, sim! Lembrou!

Dr. Adauto falando sobre a nova lei dos caminhoneiros

Evidentemente que a nova lei tem o lado positivo e negativo, o bom que toda a sociedade ganha com mais segurança viária e jurídica. Por outro lado, as áreas de descanso nas estradas são um desafio que as autoridades vão ter enfrentar estrategicamente com os empresários do setor, os caminhoneiros e a sociedade.

Segurança nas Estradas

“Estamos engatinhando com Segurança Pública no Brasil”

O delegado DR. Waldomiro Milanesi – Delegado da Divisão de Capturas da Polícia de SP e Coordenador do PROCARGA (Programa de Prevenão e Redução de Furtos, Roubos, Apropriação Indébita e Receptação de Carga), afirmou que o país agatinha com segurança Pública, comentou em sua palestra que no Brasil não há uma conexão de informação com outros estados e isso dificulta o trabalho de inteligência policial.

“Estamos engatinhando com Segurança Pública no Brasil”

 O inspetor do 6º SR DPRF SP – José Carlos Serafim – Chefe da seção de Policiamento e Fiscalização, disse que o crime organizado atua com tecnologia e armamento de ponta, e o estado também precisa ter os mesmo recursos. Falou também que o maior índice de receptação de cargas é próximo ao destino da carga.

As associações

 Primeiramente o caminhoneiro precisa conscientizar que a premissa fundamental das associações é de que não vale a regra do ganha-perde, ou seja, se um ganhar, o outro obrigatoriamente perderá. Para A Dra. Virginia Laira – do departamento Jurídico da FENACT, o caminhoneiro associado precisa saber de que o dinheiro também é dele, portanto, esse associado precisa ter muita disciplina e conscientização para usufruir daquilo que lhe é de direito. “Nós temos uma associação filiada a FENACAT que dá treinamento de adesão para o a inserção no quadro de associados e isso é um avanço” relatou.

A advogada disse que no início das atividades das associações o que lhe preocupava era a  Susep (Superintendência de Seguros Privados), mas hoje o quadro mudou e o que a preocupa são as associações falsas. Associações presididas por oportunistas que não estão nem um pouco preocupados se o motorista ficará sem o caminhão por 30 dias ou mais.

Olavo Erineu, Jose A Pagani (Asttac), Loreleno Bernarrd e Adriano Dalacorte.

Comentarios