Caminhoneiros fazem protesto contra aumento de impostos sobre combustíveis

De acordo com Polícia Rodoviária Federal, a BR-381 está liberada para a passagem de carros e ônibus.

Caminhoneiros se manifestam na BR-381, em Conselheiro Lafaiete. (Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)

Caminhoneiros fazem uma manifestação desde a madrugada desta terça-feira (1º) no km 361 da BR-381, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a rodovia está liberada para a passagem de carros e ônibus. Eles bloquearam um das pistas com fogo. O protesto faz parte da greve nacional dos transportadores de cargas.

De acordo com o Sindicato dos Transportadores de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG), os transportadores de combustíveis e de derivados de petróleo devem aderir em massa ao movimento, atendendo à convocação. A paralisação, por tempo indeterminado, é em protesto contra o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, decretado recentemente pelo governo federal.

“Assim como nos demais segmentos, entre os transportadores de combustíveis e de derivados petróleo o sentimento é de indignação com relação ao descaso com que o setor vem sendo tratado pelos governantes. Os transportadores não suportam mais os altos custos dos insumos que incidem sobre o frete, principalmente do diesel. Portanto, a adesão à paralisação deve ser total”, avalia o presidente do Sindtanque-MG, Irani Gomes.

Para ele, o decreto representa para os transportadores de combustíveis e de derivados de petróleo mais um duro golpe. Gomes disse que em reunião com representantes dos transportadores de todo o Brasil, chegou-se à conclusão de que a paralisação nacional é a saída que restou aos transportadores, de todos os segmentos, para pressionar o governo a revogar a medida.

Segundo a PRF, na madrugada houve manifestação também na BR-050, em Uberlândia, na Região do Triângulo, mas a rodovia já foi liberada.

Fonte: G1

Comentarios