Abrafor anuncia criação de novo consórcio de caminhões

A Associação Brasileira dos Distribuidores Ford Caminhões – ABRAFOR assinou contrato com o Consórcio Nacional Unifisa para criação de mais um consórcio de caminhões no País. Trata-se do Redefor Consórcio de Caminhões, dirigido a autônomos e empresários do setor do transporte rodoviário de cargas.

As cotas Redefor serão comercializadas pelos distribuidores associados a entidade, com créditos a partir de R$ 125.396,00, para os modelos F 4000 à linha Cargo, em grupos com prazos de até 120 meses.

Os primeiros grupos a serem lançados terão créditos a partir de R$ 125.396,00, 300 participantes, com parcelas mensais menores, de R$ 1.066,00, desde o início do grupo.

A projeção é para quatro contemplações por assembleia mensal, por sorteio e por lances, podendo haver lance fixo e lance livre.

O gerente José Teixeira da Silva, gerente nacional de vendas do consórcio, explica que o plano de pagamentos dos participantes, enquanto não contemplados, tem valores menores e crescentes anualmente visando adequá-las aos orçamentos individuais ou empresarias dentro da atual conjuntura.

“Além desse benefício, que diferencia nosso consórcio dos demais, há ainda custo final baixo em relação a outros meios de aquisição parcelada disponíveis no mercado, em razão de a taxa de administração obedecer ao modelo inverso, decrescente, partindo de porcentual maior para menor”, complementa Matias.

Em relação aos benefícios do consórcio, Savian destaca que, além  lances livres, o consorciado do Redefor poderá ofertar lances fixos para acelerar a contemplação. Em caso de proclamado vencedor, terá ainda mais dois benefícios. Primeiro, a opção de quitar parcelas vincendas direta e indiretamente, bem como a oportunidade de utilizar o autofinanciamento de lances em até 50% do seu valor, condição que permitirá quitá-lo com 25% provenientes do crédito e 25% com recursos próprios. ”

Com a progressiva adesão dos distribuidores de caminhões Ford, a assembleia de constituição dos primeiros grupos está prevista para fevereiro de 2017, quando o treinamento às equipes estiver concluído e sua viabilização técnica de acordo com as normas do Banco Central do Brasil.

Fonte: O Carreteiro

Comentarios