80ª Edição Nacional – Jornal Chico da Boleia

Transformações no TRC

O segundo semestre deste ano não tem sido só um período de grandes expectativas para o nosso setor, que busca alavancar suas vendas e voltar a crescer. É também um momento de reflexão sobre as transformações suscitadas pela última greve dos caminhoneiros.

Além do piso mínimo do frete, tem-se discutido o marco regulatório e o controle do preço do diesel. O recente reajuste deste combustível em mais de 13% nas refinarias, voltou a impactar os caminhoneiros e empresas de transporte. Na prática, os consumidores têm pagado mais de 20 centavos por litro de diesel nos postos, o que vai contra o compromisso assumido pelo governo federal de não reajustar o preço deste combustível até janeiro de 2019.

Todos esses assuntos são tratados nessa edição. Na reportagem principal, repercutimos o CONET & Intersindical que reuniu importantes entidades do setor para discutir a tabela do frete e outros assuntos importantes.

Na ocasião, muitos representantes disseram que o evento era a oportunidade de refletir sobre as transformações vividas pelo setor. Repudiaram ainda as tentativas de outros setores do mercado de brasileiro de “jogarem nas costas” do TRC e da greve dos caminhoneiros, a responsabilidade pelo aumento de preços dos produtos e outros problemas econômicos do país.

Também apresentamos uma matéria sobre a reformulação da tabela do piso mínimo de frete que, segundo a ANTT, inclui o recente reajuste no preço dos combustíveis. No entanto, é preciso que os caminhoneiros fiquem atentos ao cumprimento da tabela por parte dos embarcadores e empresas.

Nesta edição inauguramos a coluna do “Embaixador da Voz das Estradas” da Mercedes-Benz. João Moita apresenta versões e inovações dos caminhões Mercedes que buscam melhor atender aos diferentes perfis e necessidades dos caminhoneiros.

Publicidade:



Além disso, falamos sobre os 40 anos do Mira Transporte, uma empresa que presta um serviço de excelência e tradição no setor. Em um agradável bate papo, Roberto Mira, fundador e diretor da empresa, conta um pouco de sua trajetória e os desafios vividos nas últimas quatro décadas.

Por último, queremos alertar para uma questão muito importante. Recentemente, foi publicada e divulgada uma convocatória chamando a categoria para uma nova paralisação. Apuramos as informações e constatamos que tanto a entidade que assina o documento, quanto a organização de uma nova mobilização são falsas.

O episódio reflete as tentativas cada vez mais frequentes de grupos – não sabemos se político-partidários – de capitanearem as exigências e necessidades dos caminhoneiros para interesses próprios e alheios à categoria.

Não podemos acreditar em todas as informações que circulam! Por mais que as redes sociais e os novos meios de comunicação sejam ferramentas importantes nos dias atuais, eles também são espaços de circulação de informações que não tem fundamento e cujos autores não são criteriosos.

Companheiros e companheiras das estradas, agradecemos a todos que nos dão uma audiência maravilhosa seja lendo nossos jornais, acessando nosso site ou nos acompanhando pelas redes sociais. Também agradecemos aos nossos patrocinadores que acreditam que, mais que publicidade, o importante é informar com precisão.

Boa leitura,
Chico da Boleia
Sempre com orgulho de ser caminhoneiro

Comentarios