Volkswagen Caminhões e Ônibus moderniza fábrica com aporte de R$ 190 milhões

A fábrica da marca Volkswagen Caminhões e Ônibus, localizada em Resende (RJ) acaba de receber investimentos de R$ 190 milhões para a produção de uma linha inédita de veículos: a nova família Delivery. Os aportes representam um verdadeiro salto tecnológico em sua montagem.

Processos avançaram dentro do conceito de Manufatura 4.0, ganhando força e escala, sem redução de quadro de pessoal. A fábrica, inclusive, estará operando três sábados por mês até dezembro e já anunciou a abertura de mais 300 vagas de trabalho em seu complexo industrial em Resende.

Tecnologia

Trinta e oito novos robôs conferem nível de automação de 60% na armação da cabine, responsáveis por 2.500 pontos de solda, além de 170 itens para medição. Mais de 120 equipamentos novos, incluindo alguns de grande porte, para a montagem na linha final.

Predomina a tecnologia de reconhecimento automático do veículo. Cada nova cabine vem acompanhada de um chip para que os robôs identifiquem seu modelo e programem seus pontos de solda. Na linha final, as apertadeiras e equipamentos de apoio à montagem também recebem de forma virtual a mesma informação para que torque e outras configurações sejam exatas para o modelo e com rastreabilidade para a maior segurança de todo o processo.

Fábrica inteligente

Para abrigar esse avanço em tecnologia, a montadora ampliou em quase cinco mil metros quadrados sua área construída. O prédio de armação da cabine, onde se concentram os novos robôs, teve uma extensão de 30% e incorpora conceitos de sustentabilidade em sua construção, com a adoção de domos prismáticos em sua cobertura — uma espécie de claraboia mais moderna — para favorecer a iluminação natural, que substituem o equivalente a 114 lâmpadas de 400 watts, reduzindo assim o consumo de energia.

Outros grandes investimentos estão no prédio da montagem final, com o equipamento de alinhamento da suspensão independente e ainda um robô para colar para-brisas e vidro vigia, seguindo tendência mundial da indústria automotiva. O airbag também merece atenção, com um espaço controlado devido aos requisitos de segurança necessários.

Automação em Resende

O investimento nessa modernização corresponde a cerca de R$ 190 milhões, ou 20% do montante total aplicado no projeto. Antes com 12 robôs, a fábrica quadruplicou essa estrutura. Hoje dispõe de 50 equipamentos. É tecnologia de ponta, equiparada ao que há de mais moderno nas linhas de produção da Europa.

A inovação também está em suas operações por toda a fábrica. Há robôs que se deslocam entre um ponto e outro da linha, abastecendo diferentes postos. Em outra função, o equipamento é responsável por aplicar cola estrutural.

Cem por cento das cabines são medidas na própria linha de montagem para garantir o padrão de solda e os mais de 170 pontos são avaliados pelos próprios robôs, que enviam a informação em tempo real para o laboratório de metrologia da fábrica.

Todo o planejamento dessa manufatura foi feito para conferir flexibilidade e integração, resultando num gerenciamento eficiente dessa fábrica inteligente.

Comentarios