Tag: grãos

Safra maior, mais demanda por transporte – IBGE prevê safra de grãos 31,1% maior que em 2016.

Safra maior, mais demanda por transporte – IBGE prevê safra de grãos 31,1% maior que em 2016.

Notícias
Frente a junho, produção aumentou 1,8 milhão de toneladas (0,7%) e área cresceu 74,5 mil hectares (0,1%). Estimativa de julho para 2017: 242,1 milhões de toneladas; Variação junho/julho 2017: 0,7% (1,8 milhão de toneladas) Variação safra 2017 / safra 2016: 31,1% (57,4 milhões de toneladas) A estimativa de julho de 2017 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas chegou a 242,1 milhões de toneladas, com alta de 31,1% em relação a 2016 (184,7 milhões de toneladas), um aumento de 57,4 milhões de toneladas. A estimativa da área a ser colhida (61,1 milhões de hectares) subiu 7,1% frente à área colhida em 2016 (57,1 milhões de hectares). Em relação às estimativas de junho, a produção cresceu 1,8 milhão de toneladas (0,7%) e a área cresceu 74,5 mil hectares (0,
Lucro perdido na lama

Lucro perdido na lama

Notícias
Na Chapada da Garganta, no oeste baiano, uma das principais regiões de cultivo de grãos do País, a infraestrutura logística engole parte da produção das fazendas De carro, caminhão ou moto, o trajeto de cerca de 300 quilômetros que separam o município de Formosa do Rio Preto, no extremo oeste da Bahia, do município de Dianópolis, na divisa com o Estado do Tocantins, é feito aos sobressaltos. No início de abril, trafegar de um ponto a outro exigia disposição para enfrentar uma infinidade de buracos e uma via que mais se parecia com um mar de lama, depois de três semanas de chuvas. Todos os anos, a cena é comum em período de colheita na região da Chapada da Garganta. Com precipitação média anual de 1,6 mil milímetros, o nome designa uma área de Cerrado de 250 mil hectares, dos quais cer
Safra de grãos deve ser 0,6% maior em 2016, indica IBGE

Safra de grãos deve ser 0,6% maior em 2016, indica IBGE

Notícias
A safra de 2016 deverá ter produção total de 210,7 milhões de toneladas de grãos de acordo com último Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. O último Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, feito em janeiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), prevê produção total de 210,7 milhões de toneladas de grãos em 2016. Isso indica uma alta de 0,6% na safra de cereais, leguminosas e oleaginosas do país em relação ao registrado em 2015. Entre as três principais lavouras de grãos do país, apenas a soja deverá ter aumento, de 5,8%. São esperadas quedas nas safras do arroz (-3,8%) e do milho (-5,6%). Quinze dos 26 produtos analisados pelo IBGE no levantamento devem ter aumento da produção este ano, em relação a 2015. Entre as altas esperadas estão café em grão
Safra de grãos 2015 chegará a 210,4 milhões de toneladas

Safra de grãos 2015 chegará a 210,4 milhões de toneladas

Notícias
A safra brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deverá atingir este ano 210,4 milhões de toneladas, produção 8,8% superior à obtida em 2014 (193,3 milhões de toneladas), informou na última sexta-feira (9) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A previsão acrescenta 396,2 mil toneladas à estimativa do órgão feita em agosto, o que representa aumento de 0,2% em relação ao cálculo anterior.sobre a safra anterior, que colheu 209,8 milhões de toneladas.Os cálculos da Conab e do IBGE são feitos com base em metodologias diferentes. O IBGE trabalha com anos civis, enquanto a Conab pesquisa o ano-safra, que vai de abril a março do ano seguinte, no Centro-Sul. O IBGE também inclui, nos levantamentos, culturas que não integram as pesquisas da Conab.A estimativa do IBGE da
A “crise econômica” no Brasil a partir de outra perspectiva

A “crise econômica” no Brasil a partir de outra perspectiva

Notícias
É preciso considerar outros fatores, como o movimento do mercado econômico mundial, antes de tirar conclusões sobre a chamada “crise econômica” do Brasil atual Nos últimos meses temos vivido um verdadeiro bombardeio de notícias que falam a respeito da atual e suposta “crise econômica” que vive o Brasil. Colocamos o termo entre parênteses porque acreditamos que é preciso considerar algumas questões antes de determinar se, de fato, vivemos uma crise ou não. Nesse texto, iremos considerar alguns pressupostos básicos, como as políticas econômicas que foram colocadas em práticas nas décadas passadas e como essas diferentes opções se refletem nos dias atuais. Assim, é de suma importância que comecemos com um breve reconto histórico das políticas públicas colocadas em prática no setor econômi
Alta do dólar aumenta movimento de caminhões em Paranaguá

Alta do dólar aumenta movimento de caminhões em Paranaguá

Notícias
Administração do porto paranaense projeta incremento de 71% nos volumes de grãos, entre agosto e outubro A alta da cotação do dólar em relação ao real está beneficiando os transportadores de grãos do Paraná. Com a diferença cambial os produtos brasileiros ficaram mais atrativos aos consumidores estrangeiros. A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), no litoral do estado, espera aumento de 71% no volume de exportações que vão passar pelos terminais, entre os meses de agosto e outubro.  Neste ano, devem passar pelo Porto de Paranaguá 5,48 milhões de toneladas de grãos. A maior parte se divide entre milho e soja. Para os produtores de milho, a variação cambial significou uma boa venda do produto, que acabou de ser colhido. Já para quem investiu na soja, os produtores estã
Brasil deve colher uma supersafra com mais de 204 milhões de toneladas

Brasil deve colher uma supersafra com mais de 204 milhões de toneladas

Notícias
A safra de grãos não para de surpreender. A Conab divulgou nova previsão de safra essa semana elevando ainda mais os números. A produção nacional deve chegar a 204,525 milhões de toneladas, um crescimento de 5,6% sobre a safra passada. "É extremamente significante porque ele mostra a resposta dos nossos agricultores à demanda crescente de alimentos no mundo e que nós estamos em condições de dar respostas a isso", fala o diretor de economia agrícola do Ministério do MAPA, Wilson Vaz. Na comparação com a estimativa do mês passado, os técnicos da Conab verificaram no campo um incremento de 2,3 milhões de toneladas. Isto se deve principalmente ao milho segunda safra, que cresceu 3% e à soja - mais 1%. Tanto a produção de soja quanto a de milho segunda safra são as maiores da história. Esse
Estradas de MT têm apenas 2 trechos ‘bons’ para escoar grãos, aponta CNT

Estradas de MT têm apenas 2 trechos ‘bons’ para escoar grãos, aponta CNT

Notícias
Levantamento da CNT avaliou qualidade das vias de escoamento de grãos. Mato Grosso foi responsável por 30% da soja exportada pelo país em 2014. A malha rodoviária de Mato Grosso possui apenas dois trechos considerados bons para o escoamento da produção de grãos do estado, responsável por praticamente um terço do volume de soja e por mais de 55% do volume de milho exportado pelo Brasil no ano passado. A situação foi apontada pela última pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), divulgado nesta segunda-feira (25), segundo a qual o país perde anualmente R$ 3,8 bilhões por conta de gastos relacionados à má qualidade das estradas destinadas ao escoamento da produção de grãos. De acordo com o levantamento, que cruzou dados já produzidos em pesquisa mais abrangente feita pela C
Lei do Caminhoneiro irá baratear o transporte de grãos

Lei do Caminhoneiro irá baratear o transporte de grãos

Lei do Motorista, Notícias
A Lei do Caminhoneiro, assinada a toque de caixa pelo governo federal após a onda de protestos que paralisou as estradas brasileiras no final de fevereiro, começa a valer a partir da zero hora do dia 17 de abril, em meio ao escoamento da safra recorde de grãos. Ainda com alguns pontos aguardando regulamentação dos órgãos competentes, a projeção inicial do setor produtivo é de que o agronegócio seja beneficiado pela nova medida, inclusive com a redução no custo do transporte do campo até os portos e indústrias. “No contexto geral, a lei tem pontos que beneficiam as cooperativas de transportes e agropecuárias”, afirma João Gogola Neto, coordenador de desenvolvimento cooperativo da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar). “Não podemos dizer que todos os pontos vão desonerar, po