Scania aposta em alta de até 20% no mercado de caminhões em 2019

Scania S500 6×4

Para 2019, marca espera crescer 60% no segmento acima de 16 toneladas

Confiante no desempenho de sua Nova Geração e na continuidade do aquecimento da economia nacional, a Scania, parceira líder na transição para um sistema de transporte mais sustentável,  acredita que em 2019 o mercado de caminhões em que atua, acima de 16 t (semipesados e pesados), deverá crescer entre 10% e 20% na comparação com 2018.

“O setor de caminhões vive momento de recuperação ao longo do ano. A tendência é seguir este movimento para 2019”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil. “A ressalva é que não sabemos como se comportará o mercado em geral quando o novo presidente colocar em prática sua política econômica. Independente disso, já firmamos nosso investimento de R$ 2,6 bilhões até 2020 e confiamos no potencial do País”.

Para 2018, a Scania dobra sua expectativa feita no início do ano. “A Scania deverá crescer 60% sobre os 5.754 caminhões comercializados em 2017. Prevemos que o mercado total acima de 16 toneladas venderá cerca de 50 mil unidades”, diz Barral. “Estamos confiantes e animados com os desafios que teremos em 2019 pela chegada da Nova Geração de Caminhões e sua promessa de economia de até 12% em relação à linha atual. A rede está na mesma sintonia e pronta para surpreender o cliente com a ‘Máquina dos Sonhos’ e as demais soluções da marca”.

Resultado de janeiro a setembro de 2018

Publicidade:

anuncio

As categorias nas quais a Scania atua, acima de 16 toneladas, emplacaram 36.155 unidades – uma alta de 65,6% em relação as 21.834 de 2017. A Scania cresceu muito próxima do mercado com 61,3%. Foram até o momento, 6.003 veículos contra 3.721 do mesmo período no ano passado. A participação está em 16,6%.

Nos pesados, a indústria registrou 23.726 unidades ante as 12.544 de 2017, incremento de 89,1%. A fabricante sueca foi responsável por 5.513 (foram 3.143 em 2017), numa alta relevante de 75,4% e participação de 23,2%. Já nos semipesados, o total das marcas chegou a 12.429 veículos (9.290 em 2017) e aumento de 33,8%. A Scania emplacou 490 produtos e obteve participação de 3,9%.

R 440: o mais emplacado da indústria
De acordo com o ranking da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) e do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), o R 440 é o caminhão mais emplacado de toda a indústria dos últimos três anos. Com as 3.263 unidades registradas até setembro, ele também lidera a categoria dos pesados (13% de participação) desde 2016. São 230 produtos a mais que em 2017. Somando todas as vendas do R 440 desde o lançamento, em 2012, já são 31.021 unidades. Desde outubro de 2017, o modelo se tornou o mais comercializado da história da Scania no Brasil, ultrapassando o lendário T 113 H 4X2 360 (com 19.314).

Ônibus
No acumulado do ano, a Scania vendeu 552 unidades no mercado acima de 8 toneladas, no qual atua. Trata-se de 35,6% a mais no comparativo com as 407 de janeiro a setembro de 2017, enquanto o mercado aumentou 19,3%. Desse volume, 506 unidades foram de rodoviários (acréscimo de 39,8% sobre 2017) e de 46 chassis urbanos (+ 2,2%). Para o fechamento do ano, a Scania prevê o segmento total acima de 8 t perto de 10 mil chassis, e de aumento de 32% nas vendas da marca. S

Comentarios