Preço do Diesel em Araraquara é o maior valor já registrado, aponta a ANP

Litro nas bombas da cidade custa, em média, R$ 3,13; aumento é criticado por caminhoneiros, empresários e moradores.

 O preço do diesel em Araraquara (SP) chegou ao valor mais alto já registrado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O litro nas bombas da cidade custa, em média, R$ 3,13 e o aumento é criticado por caminhoneiros, empresários e moradores.

“Nunca tinha visto chegar nesse preço, foi o mais caro que passou, está subindo direto. Não sei o que está acontecendo, o Brasil está muito desregulado”, criticou o caminhoneiro Lúcio Mauro de Almeida.

O valor também gera queixas de Roberto Cesar Otaviani, há 25 anos na estrada. “Antes, você fazia um frete e tinha 30%, 20% de despesas. Hoje, conseguir fazer um frete sobrar 30% é muito”, comparou.

“Atrapalha tudo. A gente que vive na estrada vendendo mudas, por exemplo, vai ter que um dia subir o preço da muda”, desabafou o motorista Emerson Macedo.

Dificuldades

Os caminhões mais novos usam um diesel ainda mais caro. O S-10, criado para poluir menos, sai por R$ 3,26 na cidade.

“Por lei eu tenho que usar S-10. Daqui a uns dias ou eu paro ou eu vou trabalhar errado, vou colocar um diesel normal e meu caminhão vai poluir mais porque eu não vou aguentar mais, então, o que é mais fácil fazer? Parar”, afirmou Otaviani.

Dono de transportadora já perdeu 35 caminhões (Foto: Marlon Tavoni/ EPTV)

Parar também foi a opção de algumas transportadoras e as que permanecem reduziram a quantidade de veículos para se adequar à queda na demanda pelo serviço. Na empresa de Irineu dos Santos Conde, o total de caminhões caiu de 50 para 15.

“Traz um prejuízo danado porque você não pode subir o frete, o frete nós repassamos uma vez por ano. Então, se o diesel vem subindo, como vem subindo todo mês, isso vai onerando mais despesa, então você vai tendo que mandar funcionário embora ou fazer alguma coisa para diminuir”, contou.

Impacto nas mercadorias

Segundo o Sincopetro de Araraquara, o aumento do diesel tem relação com a nova política de preços da Petrobras, que regula os valores de acordo com o mercado internacional.

 Além dos caminhoneiros e donos de transportadoras, o consumidor também pôde sentir a mudança no valor, isso porque quanto mais caro é o transporte, maior é o preço das etiquetas no supermercado.

“O comércio varejista, principalmente, desde 2013, 2014 vem tendo uma diminuição da sua margem de lucro. E hoje, 2017, a gente está em uma situação em que o comerciante não consegue mais absorver isso, então ele muitas vezes tem que repassar diretamente, e esse repasse chega entre 10% e 15% na precificação do produto final”, explicou o economista Ricardo Bonotto.

Uma dúzia de laranjas, cerca de dois quilos, custa em média R$ 3 em Araraquara. Significa que de cada 12 laranjas, uma delas representa o custo do frete. “Aumenta o diesel, aumenta tudo, fica mais difícil”, resumiu a aposentada Júlia Lopes da Rocha.

Fonte: G1

Comentarios