Outubro fecha com 313,5 mil carros vendidos

PEDRO KUTNEY, AB

Após alta súbita das vendas no último dia do mês, quando foram emplacados 23,6 mil automóveis e comerciais leves, outubro terminou com o total de 313,5 mil veículos leves novos licenciados em todo o País, segundo dados do Renavam compilados pela consultoria Carcon Automotive. Com isso, foi levemente amenizada a tendência de queda do mercado que vem sendo observada desde o início do segundo semestre deste ano.

Os 313,5 mil emplacamentos de outubro representaram crescimento de 6,6% sobre setembro passado (293,9 mil), mas a alta é em boa medida é explicada pelo maior número de dias úteis do mês, 23 contra 21. Analisando o volume de licenciamentos por dia útil, em outubro (13.630 por dia) houve até queda de 2,6% em relação a setembro (13.995).

O resultado só não foi pior por causa do repentino afluxo de emplacamentos verificado no fim do mês passado. Até a terça-feira, 29, a média diária estava em 12.904 mil, mas subiu rapidamente para as 13.630 unidades/dia com o emplacamento de 19 mil veículos leves na quarta-feira, 30, e outros 23,6 mil na quinta-feira, 31.

Essa aceleração repentina é indício de prática do chamado “rapel”, quando as montadoras forçam artificialmente os emplacamentos por meio de imposição de metas aos concessionários para obtenção de bônus e outros descontos, gerando licenciamentos de veículos que, na verdade, ainda não têm dono. O problema é que isso gera encalhe de carros para venda no mês seguinte.

A manobra freou parcialmente o tamanho da queda em relação ao ano passado, mas não foi suficiente para evitar a tendência de aprofundamento da desaceleração do mercado este ano. As vendas de outubro foram 4,1% menores do que as do mesmo mês de 2012 (326,9 mil). No acumulado de 10 meses, os 2,95 veículos leves emplacados representam recuo de 1,4% em relação a idêntico período de 2012 (2,99 milhões). Na mesma comparação ano contra ano, de janeiro a setembro o declínio era de 1%.

Comentarios