Operação Corta Fogo faz queimadas nas rodovias sob concessão diminuírem 22,6%

O número de queimadas nos 6,3 mil quilômetros das rodovias sob concessão do Estado de São Paulo teve queda de 22,6% entre junho e agosto, meses que apresentam clima mais seco no ano devido ao inverno e consequentemente favorecem a incidência de incêndios em mata. O intervalo compreende boa parte do período em que foi realizada a Operação Corta Fogo, iniciativa de prevenção às queimadas encerrada em outubro, da qual fizeram parte a ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo – as concessionárias responsáveis pela manutenção das estradas paulistas e outros órgãos estaduais como a Secretaria do Meio Ambiente do Estado, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil Estadual.

 Entre junho, mês em que se inicia o inverno, e agosto deste ano foram registradas nas áreas às margens das rodovias sob concessão 1.582 pontos de queimadas, ante 2.045 ocorrências do mesmo tipo em igual período de 2012. Julho foi o mês em que a queda de casos foi mais significativa, com redução de 39,6% no número de ocorrências, caindo de 586 em junho em 2012 para 354 no mesmo mês deste ano, o que mostra a eficiência do trabalho de conscientização junto aos motoristas. Já agosto teve 23,5% casos a menos – de 1290 para 986. Dos três meses analisados, o único com aumento de queimadas foi junho (quando teve início a campanha) – de 169 para 242.

 Além da questão ambiental, nas rodovias a incidência de queimadas tem importância também no que se refere à segurança. A fumaça prejudica a visibilidade dos motoristas, aumentando o risco de colisões traseiras, por isso um dos focos da campanha nas estradas sob concessão foi justamente a maneira como o condutor deve proceder ao se deparar com uma ocorrência desse tipo. No total foram distribuídos durante o inverno, nas rodovias concessionadas, dois milhões de folders sobre o tema. O material mostrava ao motorista, inclusive, que uma das principais causas das queimadas são as bitucas de cigarros arremessadas pela janela dos veículos. Os impressos continham ainda telefones de emergência para que o usuário acionasse a concessionária da rodovia em que estava ou o Corpo de Bombeiros caso se deparasse com incêndios à beira da estrada.

 

___________________________

ARTESP – Assessoria de Imprensa

Comentarios