Mercedes-Benz realiza venda inédita de caminhões para a Coca-Cola Lindley no Peru

A Mercedes-Benz do Brasil conquistou recentemente um novo cliente na América Latina. Pela primeira vez, a empresa Coca-Cola Lindley, do Peru, adquiriu caminhões Mercedes-Benz para a sua renovação de frota no transporte de bebidas.

Tratam-se de 37 caminhões do modelo Atego 1725 que já estão em operação na cidade de Lima realizando a distribuição de bebidas como a Inca Kola, refrigerante típico peruano. Com essa renovação, a empresa passa a contar com veículos da marca Mercedes-Benz em sua frota formada por 1.200 caminhões no país.

“Um dos destaques dessa comercialização é a forte imagem do produto brasileiro, como a sua durabilidade, para o transporte de bebidas. É motivo de orgulho realizar esse negócio com um novo cliente do Peru, um dos principais mercados da Mercedes-Benz do Brasil para exportação de caminhões. Conquistamos vendas como essa entregando ao cliente o veículo que melhor atende sua necessidade de transporte. O Atego 1725 oferece robustez nessa operação e melhor custo operacional para o transportador, além de uma cabina que privilegia o conforto do motorista e dos ocupantes”, explica Matthias Barth, diretor geral da Daimler Latina.

Para essa operação no Peru, o amplo espaço interno da cabina leito do Atego 1725 é utilizado pelo cliente para transportar até cinco pessoas envolvidas na distribuição de bebidas: um motorista, um cobrador e três ajudantes. Outro fator decisivo para essa negociação foi a quantidade de pontos de venda e serviços oferecidos ao cliente no país.

Os caminhões Atego 1725 atendem com excelência o transporte urbano. Suas dimensões compactas facilitam a circulação em regiões metropolitanas. O modelo é equipado com motor OM 906 LA de 245 cv que garante alto desempenho no tráfego intenso das grandes cidades.

Exportação de caminhões para o Peru

No ranking das exportações de caminhões da Mercedes-Benz do Brasil, o Peru é o terceiro principal mercado, ficando atrás somente da Argentina e Chile, respectivamente.

“Entre janeiro e julho de 2017 tivemos um crescimento de 29% nas exportações para o Peru em comparação com o mesmo período de 2016. O volume entregue esse ano é de 294 unidades ante as 228 exportadas no ano anterior”, destaca Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina.

Além do caminhão Atego em suas diferentes configurações (1418/1725/2425 e 2428) que tem conquistado espaço nas exportações pela sua robustez e durabilidade nas variadas operações de transporte, outro modelo já exportado para o Peru esse ano é o Accelo 915, que se destaca pela sua agilidade e flexibilidade para atuação em áreas urbanas.

As negociações com o mercado peruano são intermediadas pela Divemotor, representante comercial da Mercedes-Benz que conta com 18 filiais para venda e pós-venda de veículos comerciais no país.

Considerando o total das exportações da Mercedes-Benz do Brasil entre janeiro e julho de 2017, a empresa obteve aumento de 37% nas exportações de caminhões. O volume exportado nesse período é de 4.713 unidades ante as 3.433 referentes ao ano anterior.

Em 2016, a marca avançou 37% nas exportações de caminhões, que passaram de 4.653 unidades em 2015 para 6.382 veículos no ano seguinte.

Comentarios