Mercedes-Benz assume a liderança do mercado de caminhões pesados

Montadora alemã derrota as rivais Volvo e Scania, depois de dez anos de ausência do pódio

Depois de dez anos longe do pódio, a Mercedes-Benz volta a liderar o segmento de caminhões pesados no Brasil, deixando para trás marcas consagradas como Volvo e Scania, que desde 2018 se alternavam no posto. A montadora alemã encerrou o ano de 2018 com um total de 9.955 unidades licenciadas, segundo dados do Renavam, 102% a mais que os 4.908 caminhões pesados emplacados no ano anterior. Em consequência do fato, a participação da marca nesse disputado mercado avançou de 26% para 28%

Na somatória de todas as categorias de peso, a Mercedes-Benz também pode comemorar a liderança no mercado brasileiro de caminhões, pelo terceiro ano seguido, com um total de 21.153 unidades emplacadas, que garantiram 27,8% de participação de mercado. O mesmo aconteceu no segmento de chassis de ônibus, onde a marca da estrela de três pontas contabilizou 7.457 unidades licenciadas, com 49,45% de market share.

Fatores combinados

Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil atribui o bom desempenho da marca nos dois mercados a um conjunto de fatores combinados. O executivo cita o aumento de 27% na oferta de Planos de Manutenção, casada com a venda de veículos novos; o incremento de 150% nas ativações do Fleetboard; as novidades na rede de revendas, com 60 oficinas dedicadas; o salto nas vendas de novos e seminovos, através da rede Selectruks; além do apoio do Banco Mercedes-Benz e do Consórcio da marca”.

Publicidade:



Segundo Leoncini, todas as linhas de caminhões acusaram aumento das vendas em 2018, com destaque para a família Actros que somou 4.529 unidades licenciadas no ano, ante 1.498 do período anterior. Entre os setores econômicos que mais compraram veículos pesados da marca o destaque ficou para o agronegócio, seguido do segmento de logística, combustíveis, mineração, bebidas e varejo.

“No mercado de ônibus também registramos aumento de vendas em quase todos os segmentos de mercado, a começar do fretamento como 126%, micro-ônibus (63%), rodoviário (43%) e urbano (18%). Esses resultados garantiram a liderança nos principais segmentos do mercado, com destaque para o urbano, com quase 80% de participação de mercado”, ressalta.

Para 2019, o vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil repete as projeções da Anfavea que estima uma evolução de 13% nas vendas de chassis de ônibus e de 16% no mercado de caminhões, o equivalente a 17 mil e 88 mil unidades, pela ordem.

Via: Frota & cia

Comentarios