Mercedes-Benz alcança o marco histórico de 2.000.000 de veículos comerciais produzidos no Brasil

Malagrine

A Mercedes-Benz do Brasil acaba de conquistar o marco histórico de 2.000.000 de veículos comerciais produzidos no País. Este impressionante volume de produção, acumulado desde a fundação da Empresa, em 1956, abrange cerca de 1.370.000 caminhões e 630.000 ônibus.

“Somos o único fabricante de veículos comerciais do País a alcançar essa notável marca”, destaca Philipp Schiemer, CEO da Mercedes-Benz do Brasil e Daimler Latina. “Historicamente, a nossa Empresa é a maior indústria de veículos comerciais na América Latina, sendo uma verdadeira fabricante de caminhões e ônibus. Contribuímos decisivamente para a evolução da indústria automobilística nacional”.

Stefan Buchner, presidente mundial da Mercedes-Benz Caminhões – unidade da Daimler Trucks, maior fabricante de caminhões do mundo – veio ao Brasil especialmente para celebrar esse feito histórico da Empresa. “A Mercedes-Benz do Brasil ocupa uma posição muito importante nos nossos negócios de veículos comerciais na América Latina”, diz Buchner. “O Brasil é hoje, de uma forma consistente, um dos principais mercados para caminhões da nossa marca”.

A maior fábrica de veículos Mercedes-Benz fora da Alemanha

A planta da Empresa em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, é a maior fábrica de veículos comerciais Mercedes-Benz fora da Alemanha e única a produzir, numa mesma planta, caminhões, chassis de ônibus e agregados, como motores, eixos e câmbios, além das cabinas de caminhões. São fabricados ali as linhas de caminhões Atego, Atron e Axor.

Em 2012, a Mercedes-Benz do Brasil deu um salto histórico na produção de caminhões no País, expandindo a montagem de caminhões Actros e Accelo para a unidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais. Esta planta é uma síntese do que há de mais moderno em termos de produção de caminhões, inovando em conceitos de produção e adotando os melhores métodos em fabricação, logística e outros processos. Esse é o caso, por exemplo, do Parque de Fornecedores integrado à planta, o que agiliza a entrega de componentes, seguindo o conceito just-in-sequence e garantindo a sustentabilidade do processo.

As plantas de São Bernardo do Campo e Juiz de Fora estão totalmente integradas ao mesmo sistema de produção de veículos comerciais da Mercedes-Benz no mundo.

A Companhia conta também com uma terceira unidade, em Campinas, interior de São Paulo, onde mantém a produção de peças remanufaturadas da linha RENOV. Nesse local, concentra também as atividades de Assistência Técnica; Global Training, com treinamentos para clientes, concessionários e equipes da própria Empresa; Central de Distribuição de Peças, que armazena aproximadamente 130.000 itens diferentes em mais de 80 mil metros quadrados de área; e Central de Relacionamento com o Cliente, amplamente premiada como a melhor do País.

Liderança em inovação tecnológica

mb 2 milhoes 4Na planta de São Bernardo do Campo, a Mercedes-Benz do Brasil dispõe de um avançado Centro de Desenvolvimento Tecnológico. Com mais de 20 anos de atividades, é o maior da América Latina e o maior da Daimler fora da Alemanha para veículos comerciais Mercedes-Benz. A unidade é um dos pólos da rede mundial de desenvolvimento da Daimler Trucks, atuando em mesmo nível de competência com outros parceiros do Grupo Daimler.

A unidade brasileira ocupa o importante papel de centro mundial de competência da Daimler para desenvolvimento e produção de chassis de ônibus, sendo pioneira nos testes com o uso de combustíveis alternativos, como diesel de cana e biodiesel.

Em 2012, a fim de atender à nova legislação PROCONVE P-7 (equivalente ao rigoroso padrão Euro 5), a Mercedes-Benz introduziu no mercado brasileiro a avançada e exclusiva tecnologia BlueTec 5, que se caracteriza por motores mais eficientes, econômicos e ecológicos.

Compromisso com o Brasil

mb 2 milhoesA Mercedes-Benz sempre ocupou papel de liderança e vanguarda no desenvolvimento da indústria automobilística nacional. Reafirmando seu compromisso com o Brasil, a Empresa responde pelo maior investimento do setor de veículos comerciais: R$ 1,5 bilhão somente no quadriênio 2010-2013. Este investimento foi destinado a iniciativas como: nova fábrica de caminhões em Juiz de Fora, aumento da capacidade produtiva em São Bernardo do Campo para 80 mil caminhões e ônibus por ano, novas linhas de montagem de motores, desenvolvimento de novos produtos e tecnologias e novos bancos de prova para simulações na engenharia de produto.

“Em total sintonia com a evolução do mercado, já estamos também avançando no sentido de atender plenamente todas as medidas exigidas pelo programa federal Inovar-Auto, que trará maior competividade ao setor automobilístico brasileiro”, afirma Philipp Schiemer. “Sabemos quais são as metas para os próximos cinco anos, entre elas a maior compra e desenvolvimento locais e a redução de consumo e de impactos ambientais, demandas que sempre fizeram parte de nossas atenções e iniciativas. Como exemplo, nossos veículos contam com mais de 80% de conteúdo local. Além disso, a Mercedes-Benz adquire aqui mesmo no Brasil mais de 90% dos componentes e serviços que utiliza”.

A crença no País e em seu desenvolvimento econômico está reforçada igualmente nos investimentos da Empresa em recursos humanos. Com mais de 14.000 colaboradores, a Mercedes-Benz do Brasil é a maior empregadora do setor na América Latina. Além disso, investe frequentemente na qualificação e especialização de suas equipes, oferecendo ampla diversidade de treinamentos.

A Mercedes-Benz do Brasil é uma empresa totalmente comprometida com a sustentabilidade ambiental, social e econômica. Nesse sentido, entre diversas ações e práticas em suas unidades, destaca-se o programa Produção mais Limpa (P+L), conjunto de iniciativas voltadas à redução no consumo de recursos naturais e energia, redução na geração de resíduos, reutilização de matérias-primas, aumento da reciclagem, melhoria nos processos industriais e redução de custos.

Como resultado concreto do programa P+L e de outras ações, a Empresa registra expressivos ganhos de sustentabilidade. No período de 12 anos, entre 2000 e 2012, para cada veículo produzido na planta de São Bernardo do Campo, houve redução de cerca de 70% na geração de resíduos, 60% no consumo de água e 25% no consumo de energia elétrica.

Actros fabricado em Juiz de Fora é o veículo de número 2.000.000 produzido pela Mercedes-Benz do Brasil

O veículo de número 2.000.000 produzido pela Mercedes-Benz do Brasil é o caminhão extrapesado Actros 4844 K 8×4, fabricado na planta da Empresa em Juiz de Fora.

Com uma sólida imagem de robustez, tecnologia e produtividade já consolidada no Brasil, onde está presente desde 2008, o Actros 4844 K 8×4 estabeleceu uma nova referência no mercado. Trata-se de um moderno caminhão basculante de alta capacidade de transporte, destinado às severas operações fora-de-estrada, como na mineração, construção pesada e grandes obras de infraestrutura.

Os caminhões Actros são indicados especialmente para os grandes frotistas e as empresas de transporte que valorizam a alta tecnologia e que reconhecem a importância do conforto e da segurança como aliados no aumento da produtividade no transporte.

Fagundes Construtora adquire o veículo de número 2.000.000

Quem reconhece plenamente os atributos e as vantagens do Actros fora-de-estrada é a Fagundes Construção e Mineração, grupo empresarial do Rio Grande do Sul que é uma das mais completas provedoras de serviços na sua área de atuação no País. “Na frota da Fagundes já são mais de 500 caminhões Actros 4844 K 8×4, o que os torna o maior frotista desse modelo no Brasil”, afirma Gilson Mansur, diretor de Vendas e Marketing de Caminhões da Mercedes-Benz. “A presença dos nossos produtos na frota do cliente é extremamente expressiva. Do total de 720 caminhões, mais de 85% são da nossa marca”.

Confirmando a preferência da Fagundes pelo Actros 4844 K 8×4, o cliente adquiriu o veículo histórico de número 2.000.000. Em evento na fábrica de São Bernardo do Campo, José Fernando Fagundes, diretor comercial, recebeu a chave do veículo, reafirmando a parceria de sua empresa com a Mercedes-Benz.

Fundada em maio de 1985 na cidade de Portão, RS, a Fagundes presta serviços de mineração, construção de barragens, terraplenagem, construção de estradas e obras complementares. Tendo como base a crença em relacionamentos transparentes, honestos e duradouros com parceiros, fornecedores e colaboradores, a empresa cresceu e solidificou-se mantendo o foco na satisfação total do cliente.

Atualmente, a Fagundes emprega mais de 3.000 colaboradores diretos, atuando nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.

Forte atuação no mercado

mb 2 milhoes 1

A Mercedes-Benz do Brasil oferece ao mercado brasileiro a maior e mais completa linha de caminhões e de ônibus urbanos e rodoviários, além dos veículos comerciais leves Sprinter, que são produzidos pela Mercedes-Benz da Argentina. Essa linha foi totalmente renovada em 2012, com destaque para a introdução da exclusiva e avançada tecnologia BlueTec 5 para caminhões e ônibus, que assegura muitas vantagens e benefícios para os clientes, como confiabilidade, qualidade, motores mais eficientes, econômicos e ecológicos e menor custo operacional, com intervalos de manutenção e troca de óleo mais longos.

Os produtos da marca são oferecidos aos clientes por meio da maior Rede de Concessionários do Brasil, que tem tradicional atuação de mais de 50 anos no País. Atualmente, são cerca de 200 pontos de atendimento em todos os estados do território nacional.

A Rede de Concessionários também oferece ao mercado o mais completo pacote de produtos e serviços de pós-venda, entre eles amplo estoque de peças genuínas, produtos remanufaturados da linha RENOV, contratos de manutenção, assistência técnica 24 horas e a mais premiada central de relacionamento com clientes.

O maior exportador de veículos comerciais do Brasil

Além de sua forte presença no mercado interno, a Mercedes-Benz do Brasil é o maior exportador de veículos comerciais do Brasil. Desde 1961, quando iniciou suas vendas ao mercado externo, a Empresa já atendeu mais de 60 países, que adquiriram cerca de 205.000 caminhões e 197.000 ônibus.

No segmento de caminhões, os principais destinos dos produtos fabricados no Brasil foram, ao longo desses 52 anos, a Argentina, os Estados Unidos, Chile, Venezuela e Peru. No segmento de ônibus, os maiores volumes foram destinados para Argentina, Chile, Egito, Indonésia, Peru, Colômbia, Equador, África do Sul, Paraguai, Uruguai e Nigéria, entre outros.

Os modelos de caminhões e ônibus mais produzidos no Brasil

mb 2 milhoes 2A importância da Mercedes-Benz no mercado brasileiro está muito bem representada pela expressiva presença da marca na frota circulante nacional. De cada 10 caminhões que rodam pelo País, 4 levam a estrela de três pontas. E de cada 10 ônibus, mais 6 são Mercedes-Benz.

O caminhão que atingiu o maior volume de produção de todos os tempos no Brasil, considerando todas as marcas, ainda é o tradicional L-1113 da Mercedes-Benz, que teve aproximadamente 213.000 unidades fabricadas entre os anos de 1970 e 1987. Este modelo é também o caminhão mais vendido na história do mercado brasileiro, chegando, neste mesmo período, a mais de 200.000 unidades comercializadas.

Outros caminhões da marca também foram fabricados em larga escala: os leves L-608 e 710, juntos, atingiram mais de 177.000 unidades produzidas. O semipesado L-1620 superou o volume de 102.000 unidades.

Da linha atual, a família Axor já conta com mais de 53.000 unidades vendidas, desde 2005. O Atego ultrapassou o marco de 50.000 unidades, de 2004 até hoje. Os caminhões Accelo, lançados em 2003, acumulam vendas superiores a 35.000 unidades. Lançados no Brasil em 2008, os extrapesados Actros somam cerca de 5.000 unidades vendidas no País.

No segmento de ônibus, o principal destaque fica por conta dos modelos OF-1721 e OF-1722, que totalizam mais de 89.000 unidades produzidas. Ao longo da trajetória da Empresa, também tiveram volumes expressivos de produção os modelos LPO 1113 e OF 1113, com mais de 68.000 unidades produzidas, e os chassis OF-1315 e OF-1318, que, entre 1987 e 2004, tiveram um volume de produção de cerca de 61.000 unidades.

No segmento de ônibus, a Mercedes-Benz ganha forte evidência por seu pioneirismo tecnológico. A Empresa foi a primeira a desenvolver e testar o uso de combustíveis alternativos, como diesel de cana e biodiesel, em frotas de transporte coletivo urbano. Estas soluções estão totalmente aprovadas em grandes capitais, sendo usadas regularmente, por exemplo, em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, com confiabilidade, eficiência, reduzidas emissões de poluentes e menor consumo.

Em termos de inovação em produtos, o portfólio de ônibus Mercedes-Benz passou a contar recentemente com o “Superarticulado” O 500 UDA (piso baixo) e MDA (piso normal). Esta solução diferenciada é especialmente adequada para corredores exclusivos de sistemas integrados de transporte e do BRT (Bus Rapid Transit), modernas alternativas de mobilidade urbana em crescimento no Brasil.

Fonte: Mercedes-Benz

Comentarios