Librelato contribui com capacitação de caminhoneiros junto à Fabet

Com o apoio de parceiros como a Librelato, FABET promove aulas práticas sobre transporte rodoviário de cargas em viagens pelo Brasil

Cursos do programa “Caminhão Escola”, já qualificaram cerca de 200 mil motoristas de caminhões desde 1995

Em busca da profissionalização de motoristas de caminhões e da redução do número de acidentes por imprudência nas rodovias brasileiras, a Librelato contribui com o programa “Caminhão Escola”, da Fabet (Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte) por meio do comodato de implementos rodoviários. Desde 2010 a empresa cede carretas à Fundação para a realização de aulas práticas que capacitam caminhoneiros do segmento rodoviário de cargas.

Hoje, seis implementos da Librelato atendem as duas unidades da Fabet, localizadas nas cidades de Concórdia (SC) e Mairinque (SP), o que inclui uma carreta Sider, dois Baús de alumínio e mais três Porta-Containers, oferecidos em forma de comodato. A parceria permite que a Fundação promova viagens práticas, instrutivas e educativas aos seus alunos, que passam a ter uma noção real de como funciona o transporte rodoviário de cargas e os cuidados que devem ter com os implementos.

Publicidade:

Consorcio DAF

“A contribuição da Librelato é de valor imensurável, uma vez que o objetivo principal deste programa é preservar vidas no trânsito, a partir da melhor preparação das pessoas que se propõem a dirigir uma carreta”, diz Luis Carlos Schaurich, Diretor Geral da Fabet. De acordo com Schaurich, o Brasil é um dos recordistas mundiais de mortes no trânsito, com cerca de 37 mil vidas perdidas por ano, o que faz com que projetos deste nível sejam valorizados.

O curso de qualificação complementa aquilo que os motoristas não aprendem quando tiram a CNH. Para se inscrever e participar, é preciso primeiro possuir habilitação C, D ou E e depois passar pelas duas avaliações promovidas pela Fabet: a de perfil profissional e a de habilidades e conhecimento ao volante.

Os produtos Librelato são utilizados tanto no curso “Caminhão Escola Básico” como no “Caminhão Escola Avançado”. O primeiro forma iniciantes na profissão e, após 10 dias de ensino nas unidades da Fabet, há uma viagem prática com duração mínima de 15 dias pelas rodovias do Brasil. O curso avançado tem duração de cinco dias e ensina manobras internas. É dedicado, portanto, aos motoristas que já estão no mercado, mas que precisam se reciclar e atualizar seus conhecimentos. Em ambos os cursos, há o acompanhamento de um instrutor, que auxilia e avalia os alunos ao longo da viagem.

Especificamente em relação às carretas, a Fabet instrui os motoristas na verificação de itens essenciais e chama a atenção para a manutenção adequada dos implementos. “Quanto mais o motorista cuidar, maior tempo de vida útil terá o implemento, trazendo satisfação e rentabilidade para o fabricante e o transportador, além de segurança para quem conduz e para quem utiliza o trânsito”, explica Schaurich.

Para José Carlos Sprícigo, CEO da Librelato, contribuir com um projeto tão importante como esse é um enorme orgulho e faz parte da cultura da empresa. “Oferecer qualificação e profissionalização tanto para nossos profissionais como para a comunidade é algo que priorizamos, pois somente com educação e conhecimento conseguiremos um país melhor”, declara Sprícigo.

Desde que foi lançado de forma inédita no País, em 1995, o projeto Caminhão Escola já qualificou cerca de 200 mil pessoas. Todos os meses há a abertura de novas turmas e a programação pode ser consultada através dos e-mails marketing@fabet.com.br para Concórdia ou marketingsp@fabet.com.br para o estado de São Paulo. Os telefones para contato, respectivamente, são (49) 3482-3850 e (11) 4708-1784.

Comentarios